S06E03 – Oathbreaker

Bastou o retorno de Jon Snow, nos últimos segundos de S06E02 – Home, para que S06E03 – Oathbreaker passasse a ser o episódio mais esperado da temporada.

drunkwookie S06E03

O que realmente aconteceu com Jon Snow?

Ele continua sendo o mesmo Jon Snow?

Como ele se portará, daqui para frente?

Quais serão suas primeiras atitudes, após a sua “ressurreição”?

O título do episódio nos deu uma grande pista, porém como de costume, vamos falar sobre o episódio em ordem cronológica.

O episódio começa com o rosto incrédulo de Davos Seaworth e Jon olhando para os ferimentos que lhe tiraram a vida.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.50.09

Um “Jon recém-renascido” e desorientado acorda, com frio. Perceberam que a série já nos dá indícios de que não teremos um Jon Snow mágico?

Esse é um ponto bem interessante para abordarmos e discutirmos, pois não teremos um Jon místico.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.51.31

Ao que tudo indica ele continua o mesmo. As diferenças que notaremos no decorrer do episódio tem mais a ver com as conclusões que ele tirou a respeito dos motivos de sua morte, do que qualquer evento divino por parte de R’hllor.

Após deixar claro para Melisandre que não viu nada após morrer, Jon sai para o Pátio de Castelo Negro.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.52.23

 Ele se encontra com Tormund, mas é o seu encontro com Edd Doloroso confirma que Jon é ainda, Jon Snow. Foi emocionante o reencontro dos amigos.

Agora vamos para os barcos a caminho de Vilavelha. Sam e Gilly (Goiva) é um casal que combina. Sam me incomoda um pouco pois até hoje, não houve evolução em seu personagem. Ele continua da mesma forma em que apareceu em Castelo Negro e isso traz um atraso para o personagem.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.52.53

Ele já passou por diversos momentos e isso deveria ter somado à uma evolução de personalidade.

Essa é uma cena bem importante pois é citado Monte Chifre, o local onde moram os Tarly. Randyll Tarly, pai de Sam é uma das poucas pessoas que carregam uma Espada Valiriana, a Veneno no Coração. As espadas valirianas foram abordadas na série e Sam sabe da importância desse tipo de metal na luta contra os Caminhantes Brancos.

Espero ver algo relacionado à espada de Randyll nos próximos episódios.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.53.46

Falando de espadas, logo depois estamos na Torre da Alegria. Esse é um dos momentos que aguardo desde que descobri que série passaria os livros e que teríamos flashbacks.

Sor Arthur Dayne, a Estrela da Manhã estava ali, protegendo a Torre. É difícil descrever a  ansiedade que havia criado, ao imaginar que veria o melhor espadachim de Westeros em ação.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.53.16

Porém, a expectativa não equiparou-se à realidade. Não vi ali o personagem cativante que eu esperava. Entendi a necessidade de suas duas espadas, para poder lidar com tantos inimigos, mas gostaria de ver a sua espada famosa em destaque. Me decepcionei com o momento.

Porém, me agradou ver Bran percebendo que as histórias contadas por seu pai, não são verdadeiramente como ele as contou. Sor Arthur foi apunhalado pelas costas, pelas mãos de Howland Reed. Para mim, é mais um spoiler que a série entrega aos leitores.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.55.55

Aqui é bem provável que muitas pessoas achem que a honra de Ned Stark foi “manchada” pelos produtores da série. Já eu, acho que a “mentira” significa exatamente o contrário (Além de que, nos livros as circunstâncias da morte de Arthur Dayne é um mistério).

– Havia algum que fosse o melhor de todos?

– O melhor cavaleiro que já vi foi Sor Arthur Dayne, que lutava com uma lâmina chamada Alvorada, forjada do coração de uma estrela caída. Chamavam-no Espada da Manhã, e teria me matado se não fosse Howland Reed.

O pai então tinha ficado triste e não quis dizer mais nada. Bran gostaria de ter perguntado o que queria dizer aquilo.

A Fúria dos Reis, Capítulo 21, Bran.

Ned mentiu (ou omitiu a verdade) para poupar Howland Reed. Com Reed seria julgado ao saberem que ele apunhalou pelas costas um grande guerreiro? Ned mentiu para proteger a honra seu grande amigo.

Com certeza essa não será a última mentira de Ned Stark que Bran Stark “presenciará”.

Essa cena trouxe vários elementos interessantes. Primeiro, o fato do melhor espadachim de Rhaegar não estar defendendo-o no Tridente. Segundo, o fato de não vermos o que havia na Torre da Alegria, apenas ouvirmos gritos de Lyanna.

Então, se as teorias sobre Lyanna eram 90% comprovadas, de acordo com os elementos contidos nos livros, creio que esse suspense criado pela série, ajuda a aumentar a porcentagem ainda mais.

O que existe ali é importante para o desenvolvimento da trama.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.56.51

Gostei de ver o momento em que Ned Stark ouve seu filho chamando-o. É bom frisarmos esse acontecimento, pois tenho certeza de que haverá outros desdobramentos com essa habilidade. Bran conseguirá se comunicar com o passado, mas quais serão as consequências disso?

Os leitores dos livros já viram isso acontecer. A diferença é que na série, as atitudes do Corvo-de-Três-Olhos nos demonstra um certo temor de que Bran fale com pessoas do passado.

Já nos livros, eu tudo indica que o Corvo-de-Três-Olhos acredita ser impossível conversar com alguém do passado.

– Mas – disse Bran – ele ouviu-me.

– Ele ouviu um sussurro no vento, um restolhar entre as folhas. Não podes falar com ele, por mais que tentes. Eu sei. Eu tenho os meus próprios fantasmas, Bran. Um irmão que amei, um irmão que odiei, uma mulher que desejei. Através das árvores ainda os vejo, mas nunca nenhuma palavra minha lhes chegou aos ouvidos. A Dança dos Dragões.

Captura de Tela 2016-05-09 às 01.57.06

De volta à Caverna do Corvo, Bran discute com seu “professor”. O Corvo diz que está apenas treinando Bran, e que em algum momento ele poderá ir embora. Ainda que as explicações de Brynden pareçam acalmar Bran, eu não confio no Corvo-de-Três-Olhos.

– Os corvos são todos mentirosos – concordou a voz da Velha Ama da cadeira onde tricotava. – Conheço uma história sobre um corvo.  A Guerra dos Tronos – capítulo 24, Bran IV.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.07.58

Em Dosh Khaleen vemos o altar em que Daenerys comeu o coração de cavalo, ainda na primeira temporada. A série fez questão de citar esse momento, para mostrar aos espectadores que tudo está amarrado.

Pela resolução da trama, ou Jorah e Daario salvarão Daenerys de seu destino, ou Drogon salvará sua “mãe”.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.09.58

Para quem estava com saudades do modus operandi de Varys, aí está ele! Mesmo em Meereen o Mestre dos Sussurros tem passarinhos que lhe trazem noticias e segredos. Ele e Tyrion, estão fazendo o que podem para manter o “reino”de Daenerys em pé, até seu retorno.

Gosto dos momentos em que temos Varys jogando. E ao que tudo indica, Tyrion  terá que tomar decisões no lugar de Daenerys.

Falando em mestre dos sussurros, voltamos à Porto Real.

O núcleo Lannister se desenvolve com rapidez e os produtores dão um panorama geral da situação de Porto Real com a saída de Varys. Seus passarinhos estão sob o controle do novo Mestre dos Sussurros, o mestre Qyburn.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.16.46

Gostei disso, ainda mais por ser uma cena que vem após vermos Varys em Meereen. Se em alguns momentos a série da HBO comete deslizes por não conseguir trazer coesão e continuidade lógica, em outros ela acerta de forma magnífica.

Cersei demonstrando um pouco de insanidade, ao requerer que Qyburn tenha passarinhos no Sul e no Norte, foi muito bem apresentado. Em outras situações, veríamos Jaime questionando-a, mas agora ele apenas aceita.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.17.54

Gregor Clegane, irmão do Cão de Caça! Eu no vejo a hora de vê-lo lutando contra a Fé e o Alto Pardal, na guerra que está prestes a eclodir.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.20.40

Ainda em Porto Real, vemos Tommen sendo confundido pelo diálogo do Alto Pardal. Sem dúvidas, os diálogos dele são sempre interessantes. Com Olenna, com Jaime e agora com Tommen.

Arya finalmente avança em seu treinamento.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.24.29

Sei que foram apenas 2 episódios (e meio) com ela cega, mas as cenas em que ela apanhava de bastão começaram ficar enfadonhas.

Mais um episódio trazendo Arya apanhando, seria demais.

Porém, nesse episódio a HBO conseguiu mostrar uma passagem de tempo. Treinamentos diferentes, todos sendo apresentados em uma sequência de cortes. Ficou muito bom. Treino com bastão, Jogo das mentiras e poções.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.25.01

Ela mente para Jaqen, e ao que tudo indica, ele acredita. Eu não me convenci, duvido que ela realmente seja “ninguém”. O que me agradou aqui é que veremos uma evolução em sua trama que a colocará rumo à última fase de seu treinamento.

Depois, acredito que ela abandone a Casa de Preto e Branco.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.30.04

Voltando para o Norte de Westeros, vemos os Umber em Winterfell.

Essa cena me surpreendeu. Não temos aqui uma Casa submissa e enganada pelos estratagemas de Ramsay. O Umber deixa claro que sabe o tipo de Casa que a Casa Bolton é.

Eu gostaria de ver alguma traição por parte dos Umber, pois Ramsay Bolton está, há muito tempo, em uma “redoma de sorte” que acaba tornando inverossímil alguns momentos.

De repente, um Stark cai em seu colo. É visível que querem deixá-lo como o maior vilão da série e eu, honestamente, não acho que funciona.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.30.55

Como eu já havia citado na página do Drunkwookie, acho que Rickon Stark nunca foi abordado na série da forma correta, sendo assim, sua morte não seria algo que me abalaria tanto.

Minha indignação se dá apenas pelo fato dele estar nas mãos de Ramsay, que sua morte se dê pelo Bolton.

Eu não me incomodo com a morte de Rickon Stark, na série.

Ele foi o Stark menos desenvolvido até aqui e, aliado ao fato de que o vínculo com os lobos gigantes nunca foi prioridade na série da HBO, realmente Rickon fica sobressalente.

Sendo assim, é fácil para os produtores darem um fim no personagem. Para a HBO, nem mesmo Cão Felpudo, o mais selvagem dos Lobos Gigantes seria páreo para um exército portando bestas.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.37.07

Todavia, ver a cabeça decapitada de Cão Felpudo foi triste.  Entendi aquilo como uma mensagem:

“Os lobos não são, nem serão o foco da série”. E isso é uma dura verdade.

Só para recapitular…

  • Fantasma não teve qualquer ligação com o retorno de Jon. Ainda que nos livros não dê para saber como será o retorno de Jon, eu aposto na ligação de Fantasma. Para saber mais, é só clicar aqui.
  • Verão não apareceu nessa temporada.
  • Nymeria não foi mais vista, desde que Arya a mandou embora. Sendo assim, por mais que eu gostasse de ver Rickon e Cão Felpudo lutando ao lado dos skagosi, na série é justificável tal decisão.

Porém se pararmos para pensar melhor, será a morte de Osha e Rickon que levarão Jon Snow e os Selvagens para os portões de Winterfell.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.40.10

A carta de Bolton que vimos nos livros, poderá ser vista na série nesse momento.Uma carta com informações verdadeiras e falsas, para tirar Jon Snow da Muralha. Os Selvagens estarão juntos, pois Tormund nunca deixaria vivo, o homem responsável por esfolar sua irmã!

E não é que o que eu falei na página do FB, pouco antes do episódio, se concretizou?

“Mate o Menino” disse Aemon Targaryen no episódio S05E05 – Kill the boy e ele matou!

Essa referência indireta, coube perfeitamente ao contexto.

Jon virou o homem que deveria ser e agiu! A cena foi sensacional!

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.42.28

Gostei do modo como Sor Allister agiu pouco antes da morte.

Perceberam como Jon hesitou por alguns segundos, ao ver Olly morrendo? Eu, internamente, dizia: Não corta a corda! Mate o menino!  E Jon se manteve firme, matando aqueles que o traíram como Lorde Comandante!

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.44.30

Mudanças de Jon Snow

Eu temia que ele mudasse completamente.

Que se tornasse algo entre Beric Dondarrion/Victarion Greyjoy/Coração de Pedra. Mas, como na série só vimos Beric, consigo encontrar uma justificativa para que a ressurreição de ambos tenha sido abordada de forma diferente.

Beric voltou a vida mais de uma vez, e aos poucos foi perdendo sua identidade. Jon voltou pela primeira vez, e ao que tudo indica, não morrerá novamente, tão cedo.

Jon Snow está mudado sim, está mais maduro e agora sabe algumas coisas. Essas mudanças não tem nada a ver com a magia de R’hllor. Essas mudanças tem a ver com as experiências de Jon Snow em vida (e próximas ao final dela). Ele entendeu finalmente que precisava crescer e amadurecer.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.46.00

Aquele Jon está morto. E junto com ele a obrigação para com a Patrulha da Noite. Pois o Juramento da Patrulha da Noite, diz:

“A noite chega, e agora começa a minha vigia. Não terminará até a minha morte. Não tomarei esposa, não possuirei terras, não gerarei filhos. Não usarei coroas e não conquistarei glórias. Viverei e morrerei no meu posto. […]”

Agora Jon poderá agir como bem entender. Poderá tomar o Norte dos Bolton, poderá ir atrás do que restou da Casa Stark. E, se for comprovado que ele é filho de Lyanna Stark e Rhaegar Targaryen, Jon poderá conquistar glórias e usar coroas.

Basta ele querer. Seu juramento está quebrado.

Captura de Tela 2016-05-09 às 02.46.10

E é aqui que faz todo o sentido o título do episódio S06E03 – “Oathbreaker”.

Conclusão

Esse foi o melhor episódio até o momento. S06E03 – Oathbreaker conseguiu abordar muitos núcleos dando uma sensação de “resolução”. Isso me agradou bastante.  Estou empolgado para saber o que acontecerá com Arya, com Jon e com os Lannister em Porto Real.

Uma guerra santa se desenrolará no Sul, e uma rixa de sangue se desenvolverá no Norte. Acho que estamos caminhando para uma das melhores temporadas de Game of Thrones.

E vocês o que estão achando dessa Sexta Temporada?

_____________________

Lembrando que há promoções no blog!

Promoção Drunkwookie e Peculiartes

13087735_1029108780499457_784576138493074316_n

Para essa temporada, teremos um sorteio sensacional. Esse brasão Stark de 90 cm por 70 cm peça pode estar decorando sua casa, no final da 6ª temporada.

Para participar, basta:

1- Curtir a Página da Peculiartes no FB;

10532132_661912923889754_6272358868469992380_o

2- Curtir a página do Drunkwookie no FB;

drunk

3 – Responder no post da promoção no Facebook“Por que eu devo ganhar o Brasão Stark?”

4- Compartilhar o post da promoção;

O resultado sairá no dia da Season Finale da 6ª temporada!

Promoção Drunkwookie – GeekSet

Captura de Tela 2016-05-02 às 11.50.37

A loja  Geek Set, junto com o Drunkwookie estará sorteando uma camiseta do cara que bebe e sabe das coisas! em homenagem ao episódio.

Não podíamos sortear uma camiseta que não fosse do Tyrion! Para participar é simples.

1- Curtir a Página da Geekset no FB;

Captura de Tela 2016-05-02 às 11.50.37

2- Curtir a página do Drunkwookie no FB;

3- Compartilhar o post da promoção;

O resultado sairá na season finale.

30 Comentário

  1. Ronaldo Casemiro junior Ronaldo Casemiro junior
    9 de maio de 2016    

    Acho que o rickon e a osha são os personagens conhecidos que o Ransey vai exibir mortos antes da batalha mais também acho que os Umber possam estar tramando alguma coisa ele não quis fazer o juramento ao Ransey e eles sempre pareceram fiéis aos starks mudar de lado assim é levando o Rickon que ninguém sabia que estava lá a osha já fugiu de winterfell uma vez e também acho que ele vai escrever a carta.

  2. Jorge Jorge
    9 de maio de 2016    

    Sò tenho que agradecer a honra de ler suas reviews. E em tempo recorde…

  3. Rodrigo Rodrigo
    9 de maio de 2016    

    Ainda levo alguma fé que Rickon vai ter um ” papel ” importante, acredito que os Umbers estão tramando algo, não iriam entregar um Stark assim de bandeja para o Ramsay, agora é aguardar para ver
    Otima review Drunk, você apavora irmão

  4. Carlos Carlos
    9 de maio de 2016    

    Um fato interessante mostrado no combate na Torre da Alegria foi que Ned Stark deu o o golpe de misericórdia em Arthur Dayne com a Alvorada. Foi aí que ele conseguiu uma espada de aço Valiriano?

    • Rafaela bastos Rafaela bastos
      9 de maio de 2016    

      Gelo é uma espada de familia, pelo que sei.

    • Luiz Eduardo Luiz Eduardo
      9 de maio de 2016    

      Acho que não. Gelo era a espada de Aço Valiriano que o Ned usava (não na Torre da Alegria), e ja estava na posse dos Starks muito antes dos acontecimentos da Torre. Tanto é que a Série nem enfatizou se a espada de Arthur Dayne era de fato de Aço Valiriano.

    • Carlos Carlos
      9 de maio de 2016    

      Vocês têm razão. Viajei… A Alvorada não é de aço Valiriano. Ela foi feita a partir do metal de uma estrela caída.

  5. Ariana Ariana
    9 de maio de 2016    

    Se o objetivo é tirar Jon da Muralha basta avisar que Tivkon está em Winterfell. Matá-lo acho um exagero. É um Stark.

  6. 9 de maio de 2016    

    oi wookie! quando escrevi minha impressão do episódio anterior pra você eu citei o sumiço de osha e que queria ver o pai de meera. e o que acontece no episódio? aparecem osha e o pai de meera!

    engraçado que, apesar de ser um episódio muito esperado, achei que foi o piorzinho da temporada. pouca coisa realmente aconteceu, mas algumas eu achei bem legais, e algumas discordo de você.
    eu achei que sam evoluiu, sim. ele ama goiva e entende agora o que é ter algo pra proteger. ele pode ter estado vomitando a maior parte da cena, mas é um grande ato de coragem, pra ele, voltar para casa e encontrar o pai, por temporariamente que seja. coragem não é subitamente virar o superhomem, e sim enfrentar seus medos. e é isso que vejo sam fazendo. gosto muito dele e achei fofinha a cena.

    ao falar em jon, muita gente tinha esse medo que ele voltasse meio “mágico” ou não fosse o que era antes. mas eu tinha certeza que ele seria como antes. pensando na estrutura da série em si e não na história, eu duvido muito que os produtores iriam modificar um personagem que cativou a audiência como jon snow. então nessa parte eu não tive surpresa. a cena dele reencontrando seus amigos (em especial edd doloroso) foi muito bonita, mas eu ainda queria ver a cara de thorne quando visse jon vivo pela primeira vez…

    na cena da execução eu fiquei pensando, afinal, qual foi o papel de olly na série. se não houvesse olly na cena da forca, tenho certeza que todos comemorariam a morte, finalmente, de thorne. mas olly não só era uma metáfora para o menino em jon, como também deixou claro como aquilo era uma decisão difícil, e a evolução de jon ao decidir fazê-lo.
    lembrando que, assim como ned ensinou no início da série, todos os stark executam as punições eles mesmos, sem carrascos.
    gosto de como thorne não seguiu a tendência ramsay de virar só uma força de ruindade na série. suas atitudes sempre fizeram sentido e ele morreu acreditando em seus ideais. achei que foi uma boa morte, ainda que eu quisesse que fantasma pulasse em cima dele lá atrás.

    ao contrário de você, gostei muito da cena da batalha contra arthur dayne. talvez depois do que foi feito com dorne eu não espere nada mais da série, sei lá. mas vê-lo com duas espadas lutando contra 4 ou 5 pessoas foi sensacional. a série não tem deixado a desejar com as coreografias de luta. mas concordo, a honra de ned não foi manchada. reed fez o que fez para salvá-lo, e seria condenado por fazê-lo. infelizmente, acho que ned não aprendeu muito com a experiência, tendo apressado sua morte na primeira temporada e mais do que isso, colocando suas filhas em perigo por acreditar demais na honra.
    de resto, eu achei interessante ned (que ator novinho! nunca tinha pensado na idade de ned durante a rebelião de robert) ter ouvido a voz de bran. bem, outro dia vi alguém descrevendo bran como “duas coisas, um warg e um vidente verde” sendo que pra mim essas duas coisas não uma só. não seria um vidente verde apenas um warg que usa a árvore de represeiro como receptáculo? se essas árvores de represeiro na verdade existem em todos os tempos ao mesmo tempo, como uma entidade divina, bran estava presente NAQUELE MOMENTO, sim. se ele poderia modificar os acontecimentos, não sei, mas acredito que alguma influência ele consegue ter. acredito que ned o ouviu. mas bem, essa é minha teoria.

    mas a minha cena preferida, de longe, é a de varys. até a composição da cena, a sala escura, vala na escuridão e ele banhado pela luz ficou super interessante. ele mostra que sabe conseguir o que quer e ainda vai fazer você gostar de fazê-lo. a cena que acontece paralelamente com tyrion e o casal mereen é bem leve e descobri que gosto desses pequenos alívios cômicos no meio de uma série tão pesada.

    no caso dos gêmeos lannister, eu achei interessante como parece que eles são as únicas pessoas que querem fazer o necessário para resolver o problema com a fé militante. gostei de como jaime forçou suas presenças no pequeno conselho, mas a cena deixou claro: os lannisters não tem mais a imponência de outrora. o reino não precisa dos lannisters, porque julga que não seria ajuda alguma. de qualquer forma, gostei de ver ollena tyrel de volta.

    e por fim, mais ramsay bolton e seu clubinho de filhinhos de papai mal resolvidos. eu achei muito mais interessante na cena o próprio umber que bolton. ele não está sendo enganado nem foi emburrecido pela necessidade de vingança, sabe exatamente no que está se metendo. achei que ramsay pareceu intimidado pela primeira vez, ao encontrar alguém que não se curvava a ele ou se intimidava. mas umber é exatamente o que ramsay precisava: alguém que quer marchar contra a patrulha. resta saber qual vai ser a dos manderly.

    aí que está a parte que realmente não gostei do episódio. tem um tempo já que a série parece estar decidida a cortar elenco. não são mortes orgânicas de personagens, você percebe que aquilo está sendo feito para um propósito específico: estamos usando muito CG nos dragões, então vamos cortar os lobos. vamos inserir mais personagens no morte, então matamos sor barristan e jojen, ou as pessoas não vão conseguir acompanhar. os próximos da lista parecem ser rickon e osha, porque aparentemente a série não quer deixar nenhuma ponta solta por muito tempo.

    eu achava que cão felpudo ia ter um papel importante tanto no livro quanto na série, mas até agora esse papel não foi revelado em nenhum dos dois. e na série, esse papel acaba de ser cortado. espero que não tenhamos mais uma torrente de episódios mostrando mais da ruindade de ramsay, com osha sendo estuprada ou coisa assim. é o tipo de coisa que me faz querer me afastar da série. mas bem, vamos ver se rickon vai ser mais um personagem cortado da história por conveniência ou se finalmente vão dar alguma coisa pra esse menino fazer.

    ainda assim, é mais um episódio sem dorne, então estou satisfeita. beijinhos!

    • 9 de maio de 2016    

      Seus comentários são as resenhas que leio sobre o episódio 😉 gosto bastante deles.
      Eu realmente espero que não mostra mais nenhuma maldade de Ramsay. Que mostre Osha já queimada, mas que não tenha mais terror psicológico, abusos físicos e outras coisas que Ramsay faz. Isso é algo que não é mais necessário. Já Entendemos quem ele é. As mortes por contenção de despesas parece ser uma realidade mesmo. Sobre Bran e sua relação com as árvores, é isso que eu imagino. Ele estava naquele momento. No livro ele falou com Jon, Theon e Ned. Espero ver mais disso em Ventos.

      • 10 de maio de 2016    

        que honra *o*

        me surgiu a dúvida: será que tão forçando o ramsay porque vão matar ele nessa temporada? talvez estejam querendo mais uma cena esperada como foi a da morte de joffrey? acho que se ele sair, vai ser pra um dos caminhantes brancos bolados tomar o lugar como vilão da vez. talvez isso marque a passagem pro ventos do inverno na série?

        independente disso, o ramsay tá fazendo tanta, mas tanta merda, que não sei como não mataram ele ainda. eu queria que theon o matasse, mas como ele ainda tem que voltar pra pike e tem o kingsmoot e tal acho difícil ele voltar pra se vingar tão cedo. veremos!

        • Isasa Isasa
          10 de maio de 2016    

          Concordo, o Ramsay tá fazendo muita M.
          Acho que essa de matar o próprio pai que era um cara inteligente e estrategista foi um baita tiro no pé.

          Acho que ele e o Jon terão um embate, ainda mais considerando a Visão da Mel que o viu lutando em Winterfell. Enfim, to torcendo pro Jon matar esse maníaco!

          Será que o Tommen morre nessa temporada ainda?

          Aiai… Queria tanto que aquela cabeça de lobo fosse fake :(( e que tudo fosse parte de um plano dos Umber em derrubar a casa Bolton…

          Acho que vão fundir o Theon com o Victarion Greyjoy… Até agora ele não apareceu…

  7. Ada Ada
    9 de maio de 2016    

    Ótimo review, me fez repensar o episódio.
    Acho que o problema de matar o Rickon seria para o desfecho de tudo. Quem será o Lorde de Winterfell? Será que os aliados do Jon vão querer o prêmio da mão da Sansa?
    E fiquei pensando, qual o sentido de manter o arco do San? O que surgirá de relevante de lá? Ele irá informar a Cidadela e através deles os meistres e os lordes sobre como matar os inimigos da guerra que irá destruir o Norte antes de se tornar um problema do reino?
    Revi a cena da Torre da Alegria e realmente tem um chorro de bebê/criança logo após a morte do Dayne (ouvi umas 6 vezes)

  8. Tereza Tereza
    9 de maio de 2016    

    No núcleo da Bravos, pareceu que a galera está atreinando para ser a própria Arya Stark. Primeiro o jogo das mentiras. Ela levava uma bicuda toda vez que mentia sobre seu passado. O que me leva a pensar que talvez a Casa do Preto e do Branco tenha pesquisado sobre a vida dela. Por fim, na parte do “vai ou racha”, acredito que o Jaquen tenha feito migué mesmo. Aquela água não ia fazer mal, porque nem de longe, Arya deixou se ser ela mesma. Minha teoria é de que o Jaquen sabe de tudo isso e se faz de sonso, para usar a Arya em algum propósito. O ator que o interpreta, diz que ele possui uma agenda própria. Vamos ver. Quanto ao Jon, fiquei decepcionada sim. A morte não o mudou significativamente. Nem mesmo abordou o desenvolvimento warg. Dizer que ele morrer pra abandonar o dever e ficar livre pra ser “rei” por exemplo, acho fraco. Até porque mesmo se for confirmado R+L=J, Jon continuará sendo um bastardo. E é isso que é a magia. Essa desconstrução que estão fazendo em torno de esteriótipos. Você nãp precisa ser bonito, ou legítimo, ou homem, ou rico pra fazer algo de importante. Mas enfim. Vou aguardar o desenvolvimento da série.

  9. Rubico Petroni Rubico Petroni
    9 de maio de 2016    

    Fala Drunk, tudo certo!?
    Comecei lhe pedindo uma resenha do Guerra Civil e cá estamos!
    Apesar de já ter lido tudo o que está disponível sobre as Crônicas, gosto bastante da série e estou achando que esta é a melhor temporada até agora. Claro, como fã dos livros, sempre achamos que algo possa ser adicionado ou retirado das telas. Contudo, aceito a série como obra paralela e me divirto com isso.
    Espero que faça voz ao comentário para podermos especular um pouquinho! Realmente esse episódio me agradou bastante.
    Com o final da patrulha do Jon, alguns caminhos se abrem para o desfecho da série, para as histórias dos personagens e claro, perguntas surgem!
    Muito provavelmente Jon vai se juntar aos Selvagens, se tornando o novo Rei Pra la da Muralha, mesmo não sendo intitulado como tal. O próprio Umber já o citou, aludindo que seria mais fácil ele tomar Winterfell.
    Sendo assim, poderia a sequencia de acontecimentos no Norte ser esta? Jon se junta aos selvagens e os lidera – fica sabendo que seu meio irmão esta cativo com o Ramsay – Acontece a Batalha dos Bastardos.
    Porém, “pequenos” detalhes devem estar inseridos antes, durante e depois desses acontecimentos.
    Sansa irá se juntar ao Jon e seus Selvagens, sendo que ela que levará a notícia do cativeiro de Rickon?
    Acredito (não sei ao certo), que as maiores casas do Norte eram (são) os Stark, seguidos dos Boltons, Karstark, Manderly, Umber, Mormonts e demais. A casa Manderly ainda não mostrou a que veio, e os Mormonts dariam suporte aos Starks/Jon/Sansa na batalha. Mas seria suficiente esse efetivo contra o exército dos Boltons combinado com o restante dos Nortenhos?
    Ai é que o trailer do próximo episódio aguçou ainda mais minha mente! Mindinho voltará! E parece que volta com ele os senhores do Vale! Seria fantástico! Enfim os homens de Arryn mostrariam sua força. E mais, Correrio enviará algum efetivo? Acredito que possa ocorrer, desde que Jaime não cerque a cidade como nos livros.
    Talvez com a ajuda do Vale, selvagens, e algumas casas menores, Jon possa vencer a batalha.
    No apagar das luzes, acho que podemos ter a esperança de uma traição dos Umber, que fariam o papel que os Manderly fazem nos livros. Acho que encaixa bem.

    PS: Adorei a cena da Torre da Alegria. A batalha ficou realmente bem legal! Sim, senti falta de uma espada que representasse a Alvorada, mas nada que diminuísse o peso da cena.

    PS: Teremos Greyjoys no próximo episódio! Torço para o Theon faça o papel do Victarion nos livros. Iria ficar show!

  10. Moises Moises
    9 de maio de 2016    

    Uma dúvida, comprovando-se q jon snow é um bastardo targaryen, ele poderia se casar c sansa?
    O q isso implicaria?

  11. Isabela Isabela
    9 de maio de 2016    

    Adoro sua teorias e as resenhas!! Eu particularmente senti falta de um pouco mais da presença da Melisandre nesse episódio, esperava mais dela neste momento de ressurreição do Jon, talvez uma certa euforia… Mas foi bem pouco. Drunk, eu o acompanho a pouco tempo, não sei se você tem algum post que ainda não li, mas eu estou super curiosa sobre a criação da Luminífera… se Jon realmente será o Azor Ahai, que será a Nisa Nisa, você já escreveu algo sobre isso, ou tem alguma teoria? No livro temos muitas possibilidades, e na série me parecem ser totalmente diferentes… O que você pensa sobre isso?

    • VINNY VINNY
      10 de maio de 2016    

      Li o que um cara escreveu no facebook sobre a Nisa Nisa ser o próprio “Ghost”
      Não seria um amor como da historia do próprio Azor Ahai, porém o lobo fez parte de toda a evolução do personagem tanto nos livros quanto na série e sem duvida existe um amor envolvido entre os dois
      A ideia era de que após a batalha o lobo ficaria muito ferido e o Jon por piedade o sacrificaria, e nesse momento sua lamina brilharia e queimaria se tornando a luminífera…
      achei interessante essa ideia, mas se tratando de GOT e Martin, nada é certo nem errado até que aconteça
      Drunk vc manda muito

  12. Laura Oliveira Laura Oliveira
    9 de maio de 2016    

    Mais uma ótima review, parabéns! Gostei muito do episódio de ontem, finalmente vimos Arya avançando no treinamento, não aguentava mais vê-la apanhando o tempo todo. Também duvido muito que ela tenha se tornado “ninguém”, muito pelo contrário, acredito que Arya nunca foi tão Stark como agora, e o motivo dela se submeter a um treinamento tão duro é exatamente esse, desenvolver habilidades que permitam que ela vingue a família.

    Vimos Varys fazendo o que ele sabe e usando seus passarinhos para descobrir os financiadores dos Filhos da Arpia. Gostei muito dessa cena, é bom ver Varys trabalhando e ver como ele bom em conseguir o que quer.

    Em Porto Real vimos Cersei e Jaime mais unidos do que nunca e sendo esnobados pelo pequeno conselho. É interessante ver como a tensão nesse núcleo está aumentando a cada episódio, de modo que o único desfecho possível seja uma guerra civil em Porto Real.

    A aparição de Sam e Gilly não trouxe nada de novo, mas foi muito bom tê-los de volta na série, acredito que nos próximos episódio teremos muito dos Tarlly para comentar.

    Muitos pensavam que o flasback da Torre ds Alegria fosse trazer a revelação sobre Lyanna, mas eu nunca tive essa ilusão, nunca achei que fossem desvendar um mistério que já dura há 20 anos no terceiro episódio da série. Claro que eu desejei com todas as forças que o Bran desobecesse o Corvo e seguisse o pai rumo ao interior da torre, mas eu sabia que isso não iria acontecer. A série nunca deu muitas informações sobre os eventos da Torre da Alegria, nunca deu para o telespectador a impressão de que tais eventos são importantes para o desenrolar da trama, de modo que era necessário estabelecer para o público que não tem contato com os livros, a importância que tais eventos têm para história. Os flashbacks do Bran estão servindo para confirmar algumas teorias e também para situar o público abordando histórias que são importantes para o desenrolar da série. Por tudo isso achei coerente a série não desvendar o mistério do que acontece dentro da Torre da Alegria, pois isso deu ao público alheio aos livros a noção de que trata-se de algo importante. Sobre a cena em si, eu achei incrível ver Sir Arthur Dayne em ação, e claro, gostei de poder finalmente ver a cena em que Ned Stark vai resgatar sua irmã. Senti uma fisgadinha no estomâgo quando Ned citou a morte do Rhaegar e questionou o porquê dos dois melhores cavaleiros da guarda real não estarem ao lado do príncipe na batalha do Tridente, para quem acompanha anos de teorias esse diálogo foi especial. Quando Lyanna gritou dentro da torre senti um arrepio que só não foi maior do que aquele que senti quando vi Jon Snow voltar dos mortos. Ned pôde ouvir o chamado do Bran, isso significa que o jovem Stark tem o poder de mudar o passado, claro que esse poder não está livre de consequências e talvez não demore muito para vermos isso na série. Mas independente disso, uma coisa ficou clara. Bran ficou muito curioso para saber o que tinha dentro da torre, por isso acredito que ele vai desobedecer o professor e por conta própria vai desvendar o mistério da Torre da Alegria, e então veremos finalmente Lyanna em sua cama de sangue e saberemos se todas as teorias estão ou não certas.

    As cenas da Muralha nunca desapontam, trm sido assim desde a primeira temporada. e nesse episódio não foi diferente. Gostei muito da cenas após a ressurreição do Jon Snow. Melisandre tem enfim sua fé restaurada e pela primeira vez cogita a possibilidade de Jon ser o Azo Ahai, pois como ela disse, o Senhor da Luz tem algum motivo para trazer o Jon de volta, e isso torna o bastardo Stark alguém importante nessa história. Gostei da cena em que Jon se queixa de ter fracassado e é aconselhado por Sir Davos a seguir em frente, fracassar de novo e fazer aquilo que sabe, limpar toda sujeira que ele encontrar pela frente, isso me deixa ainda mais animda por tudo quem tem pela frente para o Jon. O encontro do Jon com Edd Doloroso foi muito bonito, e a cena em que ele executa os traidores foi ótima. O ato de cortar a corda e matar o Olly foi bem símbolico. “Mate o menino Jon Snow”, e foi isso que ele fez, matou o Jon inocente, até mesmo ingênuo, deixou nascer um novo Jon. Confesso que me decepcionei quando Jon disse que não viu nada depois da morte, gostaria que a série tivesse usado a morte dele para estabelecer as habilidades de warg do personagem. Mas por outro lado foi um alívio ver que Jon ainda era Jon, menos inocente e com uma nova visão das coisas, mais ainda o nosso Jon. Jon morreu e descobriu que depois da morte não havia nada, e sem dúvida uma experiência como essa muda qualquer pessoa. Agora temos um Jon endurecido e com uma gana maior de viver, e mal posso esperar para vê-lo em ação, especialmente depois da cena final, em que ele diz que a patrulha dele terminou. Retomar Winterfell, reunir os Starks, liderar os Selvagens, lutar contra o White Walkers, as possibilidades são muitas… Sobre Ramsay, achei bem desnecessário colocarem o Rickon nas mãos desse louco. A série estabeleceu o Ramsay como o maior vilão da história, ele supera Joffrey em crueldade, coisa que eu nunca pensei que você possível. E como se não bastasse isso, os produtores colocam nas mãos dele mais um Stark para ele torturar e matar, achei isso extremamente lamentável. Eu discordo de você sobre a importância do Rickon na série, ele ficou sumido por três temporadas, mas nada impede que à partir de agora ele passe a desenpenhar um papel relevante para história, especialmente porque não sabemos o que ele fez durante todo esse tempo que ficou sumido. O outro motivo que me faz rejeitar a ideia da norte do Rickon é de fundo emocional, ver outro Stark sendo morto e ainda por cima pelas mãos do Ramsay, não é algo que eu queira ver. Sei que estamos falando de Game of Thrones e que a morte de um Stark seria a forma ideal de chocar a audiência, mas trata-se de algo que eu particularmente não vejo com bons olhos. Por isso estou apegada a teoria de que na verdade essa aparente traição dos Umber nada mais é que uma jogada para retomar Winterfell, o que significaria que Cão Felpudo ainda está vivo. Muito provavelmente os Umber perderam membros da sua casa no casamento vermelho, um evento que todos sabem, foi possível graças a traição de Rose Bolton a Robb Stark, dessa forma, seria plausível se durante todo esse tempo Rickon tenha sido treinado pelos Umber, e agora mais velho e mais preparado, tente retomar o Winterfell com ajuda dos novos aliados, o que também serveria de vingança dos Umber contra os Bolton pelo que aconteceu no casamento vermelho, afinal, “o Norte se lembra”. Ramsay tem conseguido tudo a que se propõe, e isso vrm acontecendo desde da terceira temporada, já está na hora de vê-lo cair e nada melhor do que isso acontecer atráves de uma traição, uma trama que coloca um Stark de volta ao comando de Winterfell. Claro que essa é uma visão extremamente otimista da minha parte, e que o mais provavél é que aconteça aquilo que você disse, Ramsay exiba os corpos de Rickon e Oscha, e com isso atraia a fúria de Jon e dos selvagens, mas, por favor, me deixe ter o miníno de esperança de que não irá acontecer o pior com o pequeno Rickon, e que o fim dessa batalha iremos ver Jon, Sansa e Rickon reunidos em Winterfell, veremos o Starks tendo um bom momento depois de cinco temporadas só de ferrando. Sei que de Game of Thrones não se deve esperar nada de bom, mas não tire essa esperança de mim, pelo menos não ainda… Enfim, foi um bom episódio e pelo trailer teremos um quarto episódio focado na Daenerys, e espero que vejamos um avanço nesse núcleo, que sinceramente, anda pouco interessante. Dany só faz citar os títulos que tem e nada mais acontece, espero que o episódio de semana que vem mude isso. Ah, e teremos Mindinho, enfim ele vai dar as caras na temporada. Estou curiosa para ver o que ele vai fazer agora que sabe que a Sansa fugiu. Mais uma vez, parabéns pela review, e deculpe pelo comentário enorme, acho que me empolguei.rs

  13. Marcio Marcio
    9 de maio de 2016    

    Ótimo episódio mas o arco do Rickon me deixou um pouco confuso, a Casa Umber claramente não apoia os Boltons e eles decidem se aliar ao Ramsay com a justificativa de precisarem de ajuda para combater a ameaça dos selvagens. Uma vez que eles possuem o Rickon seria melhor unirem as casas do Norte em favor do Rickon, que possui uma legitimidade maior que a do Ramsay.
    Nem quero imaginar oq o Ramsay vai fazer com o garoto :/

    E PAREM DE MATAR OS LOBOS PFFF!!

  14. Állan Állan
    9 de maio de 2016    

    Não sei se falaram já..
    Mas não acho que o Rickon será um personagem inutil.. Acho que ele, Osha e os Umbers estão tramando algo.. Pelo olhar da Osha, e aquela cabeça pode muito bem não ser o Felpudo…
    Não é só John que conhece Winterfell muito bem.. Osha e Rickon tambem conhecem,..
    E ainda tinha todo aquele papo dos Umbers, de não se ajoelhar..Acho que foi um migué deles..

  15. Jessica Jessica
    10 de maio de 2016    

    espero, de coração, q nos livros rickon esteja a salvo e com cão felpudo. Não gostei de vê-lo com ramsay e seu lobo morto. Meu coração disparou e a indignação foi a mil! Estou cansada de ver o pscicotico do Ramsay se sair bem como o grande vilão! Ele não é o centro! Ele é um bastardo traidor q passou tempo de mais nessa história e merece uma morte digna de sua doença pscicotica! Ansiosa pelo próximo ep e espero q o Rickon não morra na série e que o desenvolvam para uma final aceitável já que até mesmo a Sansa esta endo essa oportunidade!
    Q os Mormont apareçam com sua lealdade a jon strk e confirme sua legitimação pelo Robb como acredito que ocorreu nos livros. O Verdadeiro Norte se Lembra!
    “winter is Comming”

  16. 10 de maio de 2016    

    “O que está morto não pode morrer, mas volta a se erguer mais duro e mais forte.”
    Essa concepção se adéqua muito bem a Jon Snow hahahha.

  17. Joel Joel
    10 de maio de 2016    

    Acho que iremos ter pastéis de Frey antes do final desta temporada

  18. Valdir Valdir
    10 de maio de 2016    

    De longe o episódio mais fraco até agora. Digo até decepcionante. Fora os acontecimentos na muralha com o retorno de Snow e Varys resolvendo em um episódio o que Daineris levou várias temporadas e não conseguiu, nada de realmente implante acontece. As visões do passado de Bran só mostrou que Rowland Reed foi traiçoeiro e eu esperava bem mais desse personagem. Arthur Dayne foi um guerreiro incrível (mas a luta foi mal coreografada, sem graça ) e não merecia morrer como morreu nas mãos de Ned. Rickon e Osha sendo entregues a Ramsay foi uma das piores coisa que poderia acontecer. Eram dois personagens que possuíam possibilidades incríveis dentro do enredo e agora não vejo outra saída se não a morte deles em winterfell nas mãos de Ramsay. Os lobos e o lado místico dos Starks visto nos livros não existe na série. Aria não troca pele, Jon Snow e Rickon também não. Toda a trama que começa com o encontro dos lobos filhotes com os Starks davam a intender a importância deles no enredo, mas na série eles preferem focar apenas nos dragões. OK, matem todos os lobos. Eles são irrelevantes. Esqueçam que todos os Starks possuíam lobos e sua ligação mística com esses animais que caracterizam o sangue dos primeiros homens e sua magia antiga como a dos filhos dá floresta e os deuses antigos. É só isso. É uma besteira, né?

  19. Rodrigo Rodrigo
    10 de maio de 2016    

    Drunk me de sua opinião, vi em outro forum sobre GOT, um cara falando que do mesmo jeito que mentiram sobre o jon snow, sera que não seria mentira sobre o Cão Felpudo estar morto? No caso ele citou que poderia fazer parte de um plano dos Umbers e a cabeça realmente não ser do lobo do Rickon, enfim o que você acha?

    • 10 de maio de 2016    

      Pode ser isso. A cabeça do lobo não me parece tão grande quanto a de Vento Cinzento. E o Umber não se ajoelhou. Pode ser um plano para enganar Ramsay.

  20. Carolina Carolina
    10 de maio de 2016    

    Será que é possível que os Umbers estejam planejando trair os Boltons? Ele não quis fazer o juramento para o Ramsay e entregar o Rickon Stark assim tão facilmente… Ainda tenho um fio de esperança que seja apenas um plano deles para se infiltrar em Winterfell, matar Ramsay e já ter um Stark lá dentro para tomar o lugar e levantar seus estandartes. Lógico, que esse plano pode não dar certo. E a série estaria juntando os Umbers e Manderlys em um personagem (como talvez estejam fazendo com Victarion e Euron Greyjoy). Entretanto, como isso é Game of Thrones, é bem possível que eles matem o Rickon e Osha e exibam seus corpos antes da batalha do Norte. E a carta bastarda de Ramsay para Jon Snow seja citando Rickon e não Mance. Vale lembrar que no livro “A Dança dos Dragões” os Boltons ainda não estão muito confiantes com a fidelidade dos Umbers:
    “Ramsay é feroz, isso admito, mas brande aquela espada como um carniceiro cortando carne.
    — Ele não tem medo de ninguém, Senhor.
    — Devia ter. O medo é o que mantém um homem vivo neste mundo de traições e enganos. Até aqui em Vila Acidentada, os corvos voam em círculos, à espera de se banquetearem com a nossa carne. Os Cerwyn e os Tallhart não são dignos de confiança, o meu amigo gordo, Lorde Wyman, planeja traições, e o Terror das Rameiras… os Umber podem parecer simplórios, mas não lhes falta uma certa baixa astúcia. Ramsay devia temê-los a todos, como eu temo. Da próxima vez que o virdes, dizei-lhe isso.” (A Dança dos Dragões – Fedor III)

  21. 11 de maio de 2016    

    Eu espero realmente em que o tempo no qual Rickon e Osha ficaram “desaparecidos” de Winterfell seja de alguma valia, na qual eles poderiam ter obtido um certo conhecimento sobre lutas e táticas de dissimulação, pois Rickon conforme fosse evoluindo em idade e na trama saberia que não podia fugir de seu destino de ser um Stark, e se lembrar daquilo que aconteceu a ele e a sua família.
    Li sobre algumas teorias sobre o destino de Rickon e seu lobo, pareceu-me ser um menino um tanto rebelde, um tanto selvagem, e sua convivência com a selvagem Osha, devem amplificado essas características. Duvido muito que simplesmente os dois aceitaram abaixar a cabeça para um Bolton.
    Sendo isso, espero que o futuro de Ramsay seja doloroso pelas mãos de Rickon e Osha. Afinal o norte nunca se esquece.

  22. Abiliosol Abiliosol
    14 de maio de 2016    

    Ramsay não merece ser morto em batalha, como um soldado. O fim dele será vil como ele proprio. O Rickon tornou-se um selvagem que perdeu a familia. Agora, depois das leituras feitas, me parece obvio, a luz de uma visao menos a rasa dos roteiristas, que essa entrega do Rinckon e Osha é um simulacro. Uma armadilha com objetivo de prover uma morte cruel ao bastardo psicopata.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja Madrinha/Padrinho do Drunkwookie

Veja o projeto no Padrim, colabore e concorra aos sorteios

Assine "Newsletter Drunkwookie"

Receba as publicações do blog, direto no e-mail!

Parceiros

Publicidade

Comentários

Show Buttons
Hide Buttons