[RESENHA] “Vingadores – Guerra Infinita”

É com essa cena que quero começar meu post de hoje.

Quando essa cena apareceu nas telas do cinema há anos atrás, pensei:

Tudo o que eu poderia querer ver no cinema, finalmente vi.

Eram Os Heróis Mais Poderosos da Terra unidos contra Loki e uma horda de alienígenas enviados por Thanos. isso ja era o bastante.

Entretanto, a Marvel decidiu que seus fãs mereciam mais, muito mais. Foram duas fases de filmes nos cinemas, culminando numa obra capaz traduzir o quadrinho para as telas!

Vingadores – Guerra Infinita fez o que ninguém jamais ousou sonhar!

Esse filme é o ápice da indústria dos Super-Heróis nos cinemas. O filme nos provou que, com um bom roteiro em mãos e um Universo coeso, podemos ver maravilhas nas telas.

Vamos falar dele, então (os spoilers começam a partir de agora):

Ritmo e diálogos

Vingadores – Guerra Infinita mostrou que os diálogos são importantíssimos para dar ritmo a um filme.

Se em outros filmes de heróis, frases clichês ou piadas infames infestam diálogos, em Vingadores – Guerra Infinita, o papel de cada conversa é importantíssimo. Até mesmo as piadas serviram para desenvolver personagens, criar conflitos, explicar motivações. (Quem acompanha o Drunkwookie sabe que eu geralmente venho reclamando do excesso de piadas dos últimos filmes).

Tudo isso ajudou a criar um ritmo impecável. Os irmãos Russo parecem não ter pressa ao contar essa história para nós.

Vamos acompanhando Thanos buscando joia após joia, que estão espalhadas pelo Universo. E vamos percebendo que esse filme traz um clima de final de história, um clima de conclusão.

O filme não perde tempo e começa exatamente de onde Thor – Ragnarok termina. A nave dos asgardianos sendo atacada por Thanos, em busca do tesseract que está com Loki.

Se nos quadrinhos Thanos é apaixonado pela entidade denominada Morte, aqui não a vemos personificada, mas sua essência está espalhada por todo filme, pois logo no início vemos a morte de Loki e Heimdall…

Essas são apenas duas das várias mortes que virão.

(Sobre as mortes, irei explicar, a diferença entre mortes e não-mais-existências).

Cena dos Quadrinhos que vemos no filme

O modo como decidiram contar a história, contribuiu não só para nos mostrar TODOS heróis de forma satisfatória como também serviu para desenvolver a história de Thanos e nos convencer totalmente de suas motivações.

E aqui me vejo obrigado a falar de Thanos.

Thanos, o Titã Louco

Thanos de Josh Brolin é o vilão mais perfeito de histórias em quadrinhos adaptado ao cinema.

Se não bastasse a cena inicial memorável em que Thanos espanca sistematicamente o Hulk, desferindo tantos golpes no Golias Esmeralda que chega a dar dó (fato esse que faz Hulk ficar com tanto medo que se nega a sair de Banner pelo resto do filme), tem mais. A Motivação de THANOS!

O vilão tem suas motivações bem definidas e, goste você ou não, concorde ou não, ele tem razão em relação ao problema que aborda, mas talvez não tenha razão na solução apresentada.

Esse filme me provou que um bom vilão pode ser desenvolvido em apenas um filme. A Marvel deixa para trás a maldição do vilão sem motivação, e nos apresenta finalmente um vilão FODA!

A ligação emocional com Gamora é a coisa mais linda que já vi em filmes de heróis. Não há mentira ali, não há engano.

Ele a ama mesmo.

Existe o sentimento verdadeiro de amor, entretanto, naquele momento não é forte o suficiente para demovê-lo de sua meta pessoal.

É triste, forte… Quando ele diz que perdeu tudo para conquistar o que tinha que conquistar, esse foi o momento que mais me emocionou no filme.

Perder tudo por um sonho…

Thanos chora no filme e você é convencido pela dor dele! Enfim… Um vilão memorável.

O melhor do melhor

Eu praticamente gostei de tudo no filme, então é difícil falar de tudo. Por isso falarei daquilo que gostei acima do normal e depois falarei do que me desagradou um pouco. (lembrando que esse desagrado é na verdade um: Gostei um pouco menos).

Também vou citar algumas frases de cada personagem que acredito ser importante para desenvolver minha teoria do que esperar do futuro dos Vingadores ao final.

(Provavelmente não me lembrarei das frases especificas, mas colocarei a ideia da frase. Caso assista novamente, prometo anotar e corrigir o post, caso necessário).

Thor

O deus do Trovão finalmente me alegrou. Foram três filmes completamente diferentes, buscando retratar a verdadeira faceta de Thor. E para mim, nenhum dos três acertaram individualmente, mas serviram como uma grande curva de desenvolvimento. E finalmente, vimos Thor, em sua grande glória.

A cena em que ele aparecem em Wakanda com o Rompe-Tormentas (seu novo martelo), com Rocket Racoon no ombro e Groot ao lado é a splash page cinematográfica mais maravilhosa que um fã de quadrinho poderia esperar ver um dia na vida!

É lindo. O conceito de super-herói está todo ali. A capa, a fúria, a salvação. Tudo ali sendo jogado na nossa cara. Um deus descendo à Terra!

Mas não só esse momento memorável me faz dizer que Thor foi o melhor personagem do filme.

Toda sua postura em ir atrás de algo para acabar com Thanos.

Ele perdeu o irmão, a mãe, o pai e todo seu povo. Ele está sozinho e mesmo assim não procurou os Vingadores para ajudá-lo. Tomou para si todas essas dores e decidiu por um fim em Thanos. Foi essa postura que me fez ver o Thor das telas como o Thor dos quadrinhos.

 

O carisma de Thor nesse filme é tão grande que ele chama Rocket de Lebre e ele não diz absolutamente nada! Lembrando que nos filmes dos Guardiões Rocket odiava quem o chamada de qualquer animal que guardasse alguma semelhança.

Deu muito certo o entrosamento de ambos em busca da arma em Nidavellir.

Frase:

Você devia ter acertado a cabeça. (Frase de Thanos para Thor, ao ser atingido no peito pelo Rompe-Tormentas).

Doutor Estranho

Ainda que Stephen Strange não tenha citado os nomes de seus famosos encantamentos, eles estavam lá!

As Faixas Escarlates de Cyttorak estavam lá… Os Ventos de Watoomb também (ao menos eu quero acreditar que sim).

Isso deixa qualquer fã de Quadrinhos, louco.

Foram muitos os momentos do Doutor Estranho que eu gostei.

Sua dinâmica com Tony Stark é uma delas.

Em poucos segundos percebemos que ambos tem senso de humor diferentes e funcionam perfeitamente. Acho que Benedict Cumberbatch tem o carisma necessário para se colocar entre os grandes heróis da Marvel e ganhar seu espaço, sem ofuscar ninguém. Quem acompanha o Drunkwookie sabe que aposto nele para ficar no lugar de Tony no futuro da Franquia.

Stephen Strange teve até tempo para MEDITAR!

Meditar e consultar mais de 14 milhões possibilidades diferentes sobre o futuro do Universo. É claro, que eu adoraria algo assim.

Quando ele usa o encantamento Imagens de Ikkon e se multiplica (inicialmente parece que são seus braços que se multiplicam), eu fiquei estarrecido, pois aquilo faz referência aos braços que os deuses indianos tem simbolizados em suas imagens sagradas.

Assim como Shiva que constrói o mundo dançando, produzindo a realidade com os gestos de seus quatro braços, Doutor Estranho se multiplica para deter o poder destruitivo de alterar a realidade de Thanos.

Parece boba a referência ou boba minha empolgação com tal fato, mas a cena é de uma beleza tão poética, que não consigo entendê-la de outra forma e, consequentemente, não consigo deixar de citá-la.

Tambem gostei do embate com Fauce de Ebano que me lembrou muito a época que li essa batalha mental nos quadrinhos.

Frase:

Era o único jeito, Tony.

Homem-Aranha

Homem-Aranha com as patas metálicas criadas por Stark! Não esperava por isso e quando vi foi o momento que pulei da cadeira!

Referência direta à saga Guerra Civil dos quadrinhos em que Tony Stark cria para Peter um novo uniforme. É a era do Aranha de Ferro.

Gostei do modo como ele protege Mantis. Foi bem bonita e mostrou um Peter preocupado com o bem estar de qualquer um em detrimento do seu próprio. Tom Holland me ganhou ali. Agora eu o vejo como O Homem-Aranha.

Tom Holland é inglês e parece que o espírito inglês estava ali, ao seu redor, no set de filmagens.

Primeiro quando ele é considerado um Vingador por Tony Stark!

Tony faz o mesmo gesto que a Rainha da Inglaterra faz ao conceder a honraria de Sir para alguma grande personalidade inglesa.

E a segunda referência à Terra da Rainha está na frase final de Peter (que por coincidência foi a única morte que realmente me tocou).

Frase:

Eu não quero ir.

(A frase não tem importância alguma para a minha teoria, mas não podia deixar de dizer que esse inglezinho fez uma referência à Doctor Who bem debaixo dos nossos narizes. Se ele não fez, então eu vejo Doctor Who em todo lugar).

Homem de Ferro

Ele não estava com sua armadura nano-tecnológica guardada nos ossos como no arco criado por Warren Ellis, mas a evolução máxima de sua armadura estava ali, bem desenvolvida para as telonas.

Uma armadura quase orgânica, se moldando e se transformando no que ele necessitava. Como uma armadura “feita de células tronco” ela se transformava naquilo que ele precisava.

A armadura de Tony Stark é, sem duvidas insana.

Frase:

Por seis anos espero por Thanos e não me preparei.

Mais uma frase

Ainda há mais uma frase interessante, que servirá para desenvolver minha teoria sobre o próximo filme dos Vingadores.

A frase é de Shuri, que diz:

Eu conseguiria tirar a joia do Visão se tivesse tempo.

Interações intergrupais

Para não deixar esse post extenso demais, falarei do que gostei de forma geral.

A interação dos personagens funcionou muito bem, em todos momentos. Os guardiões da Galáxia estavam demais, Tony/Strange funcionou desde o primeiro segundo em que interagiram em cena, mais especificamente no momento em que Tony se alonga no Caldeirão do Cosmos.

Os mantos africanos dos guerreiros de Wakanda que emitem um escudo de energia! PQP! Aquilo é fenonemal.

Eu não assisti Pantera Negra nos cinemas, então não sei se isso aconteceu no filme solo do herói. Mas gostei muito de ver.

E claro, as cenas de batalhas que foram todas sensacionais, de tirar o fôlego.

O que gostei menos…

Lembram que disse que de algumas coisas não gostei tanto… Está na hora de abordá-las.

Ordem Negra

Tirando Fauce de Ébano (que foi fantástico) achei a Ordem um pouco fraca. Corvus Glaive, poderia ter dado um pouco mais de combate. A Ordem Negra, como um todo, foi derrotada de tal forma que me deu uma sensação de: Queria ver mais deles em tela. Mas nada que prejudique o filme.

Não-Mais-Existências

Esse termo inventei para tratar a respeito do momento em que muitos heróis deixaram de existir por causa da destruição de metade das pessoas do Universo e assim viraram poeira.

Achei que foram muitos os heróis que não-mais-existem e por isso, o sentimento de perda acabou não existindo, pois tudo foi muito rápido. Isso aconteceu com vocês?

Se metade daqueles heróis tivesse morrido como Loki e Gamora eu ficaria bem mais chocado.

Ver tantos heróis deixando de existir, tirou um pouco da gravidade do acontecido. Aliado ao fato de que eu já pensava na teoria que vou abordar agora e também que a maioria dos heróis que deixaram de existir só tiveram um filme lançado até o momento, é evidente que eles irão voltar.

Cena Pós-Crédito

Vi uma enorme comoção a respeito da cena pós-crédito na internet.

Até vi opiniões que diziam que a cena pós-crédito foi melhor que todo o filme. Parece uma declaração extrema, mas não posso julgar pois infelizmente não conheço a personagem.

Por desconhecer a Capitã Marvel, não sei o que esperar dela.

O que sei é que ela será um retcon na história da Marvel, e eu sou fã de retcons. Adoro ver ideias novas que consigam preencher lacunas antigas. isso é o que mais me empolga nos quadrinhos. Desde que seja bem feito, retcons são legais.

Tudo o que sei sobre Carol Danvers, vem da época em que ela era a Miss Marvel e participava dos Vingadores escrito por Brian Michael Bendis. Nessa época eu colecionava mensalmente, e lia muito sobre ela.

Depois disso a vi, já com o manto de Capitã Marvel, em Guerra Civil II mas não entendi bem qual era a dela. Tudo que entendi é Carol é agora, provavelmente, a personagem mais poderosa da Marvel, na atualidade.

Acredito que ela seja algo parecido com o Sentinela. Me corrijam se eu estiver errado.

(Não confundir Sentinela, o alterego de Robert Reynolds com Sentinela, o robô rosa matador de mutantes).

Conclusão

Quer queira, quer não, Thanos venceu. Ponto.

Não é realidade alternativa, universo paralelo. Ao menos, ainda não. Ele conseguiu o que queria, a Manopla foi destruída, e ele desfrutou de sua conquista assistindo o pôr do sol, como disse que faria.

Esse filme nos mostrou que Thanos derrotou os heróis mais poderosos do Universo e seus aliados e realizou aquilo que sonhava.

Mas e agora?

Calma, já vou dar minha opinião sobre o futuro da Marvel, mas antes quero dizer que fiquei super satisfeito com esse fechamento de saga. Eu me senti lendo um quadrinho. Por mais de duas horas me deliciei com um quadrinho sendo folheado à 24 quadros por segundo.

Há tempos não ia ao cinema. Fui e fiquei feliz. Meus heróis foram exatamente o que eu esperava. Era isso que queria ver.

Fico empolgado com a possibilidade de termos mais filmes abordando heróis como Doutor Estranho, Pantera Negra e Bucky Barnes. Não vejo uma franquia cansada. Veria se tivessem a ideia de recontar a historia desses herois, desde a sua origem. Isso me cansaria.

O que esperar de Vingadores 4?

Ok. Você falou, falou, falou…. e até diferenciou morte de Não-existência. Mas e dai? O que esperar?

Acredito que Vingadores 4 teremos um inicio bem triste.

Veremos um pouco do efeito-Thanos.

Descobriremos quem mais deixou de existir, quem continua existindo. Talvez uma tia May com ódio de Tony por ter levado seu sobrinho ao matadouro? TAlvez Happy não mais esteja conosco?

Será esse clima que levará Tony Stark a pensar e isso o levará a pensar na frase do Doutor Estranho.

Era o único jeito, Tony.

Se o Mago Supremo viu mais de 14 milhões possibilidades e apenas uma possibilidade era favorável aos heróis, a morte de Tony Stark não era uma opção favorável.

Logo, ficar com a Joia do Tempo em detrimento da morte de Tony culminaria em uma possibilidade desfavorável, ou seja, Thanos venceria de qualquer forma.

Então, o que fazer?

Em parceria com a Capitã Marvel (provavelmente) Tony procurará o Homem-Formiga e a Vespa.

Sim, eles.

O filme Homem-Formiga e Vespa é de suma importância para entendermos o que acontecerá em Vingadores 4, conforme os próprios diretores de Guerra Infinita disseram.

Lembram que o Homem-Formiga e a Vespa conseguem entrar no Reino Quântico?

De alguma forma, o Reino Quântico dará acesso ao passado e eles conseguirão voltar no tempo.

E será ele o responsável em levar Tony Stark para o passado, mais precisamente para o momento em que o Capitão América está enfrentando os Chitauri em Nova York.

Naquele exato momento o próprio Tony Stark não está presente, pois está levando uma bomba através de um buraco de minhoca no céus, com a finalidade de acabar com o ataque de Loki.

Dessa forma, voltaremos para um momento especifico visto no primeiro filme de Vingadores. Exatamente à 6 anos atrás.

Frase: Por seis anos espero por Thanos e não me preparei.

Bem.. Agora Tony terá a chance de se preparar.

O Tony de Guerra Infinita, volta no tempo, até esse momento do filme Vingadores, conversa com o Capitão América daquela época, e lhe conta tudo o que aconteceu no futuro dos Vingadores.

Ficará a cargo do Capitão América contar ao Tony Stark daquela época o que acabou de descobrir.

Sendo assim, Tony terá tempo para se preparar. Terá seis anos para se preparar para a ameaça e por isso, muitas coisas podem mudar.

Como por exemplo, Shuri poderá ter o tempo que necessitava para tirar a joia da cabeça do Visão, sem matá-lo.

Eu conseguiria tirar a joia do Visão se tivesse tempo.

Então teremos um Tony Stark com seis anos de vantagem sobre Thanos. Pensando diariamente na melhor estratégia para vencê-lo.

Quem sabe então, a armadura de Tony não “acabe” no planeta Titã e assim Thanos não conseguirá feri-lo na barriga.

Isso muda então a perspectiva do Doutor Estranho, que não precisará mais barganhar a Joia do Tempo pela vida do Homem de Ferro.

Doutor Estranho já terá visto essa possibilidade em sua meditação e saberá o que fazer.

É a partir daí que a batalha que vimos em Vingadores – Guerra Infinita se diferenciará do que veremos em Vingadores 4.

Sem a Joia do Tempo, Thanos terá que decidir se continua lutando ou se busca a joia do Visão. Porém, a joia não estará mais na cabeça dele. Shuri já terá tirado-a!

Sendo assim, veremos uma nova batalha onde teremos um Thanos sem todas as joias.

Essa nova batalha que será travada terá consequências diferentes. Percebam que Thanos apenas tirou todos do caminho para retirar a joia do Visão, pois era a última delas. Ele estava próximo de seu objetivo.

Agora, se ele estiver longe de seu objetivo, por que se conter? Por que se segurar? Por que não matar?

É aí que acredito que o Capitão morra e até mesmo o Thor.

A volta no tempo demonstrará que é possível salvar a Terra, mas haverá um custo.

O custo será a morte de alguns heróis que não morreram em Vingadores – Guerra Infinita.

E de certa forma, abrimos a possibilidade para que alguns que morreram possam sobreviver. Uma suposição minha, totalmente descabida (bem de fã) é:

E se Mércurio, irmão de Wanda pudesse ser salvo? E se sua morte em Vingadores -Era de Ultron fosse evitada e ele aparecesse para ajudar na batalha contra Thanos? Isso faria parte da visão do Doutor Estranho?

Tudo é possível com viagens no tempo, mas não sei se a Marvel dos cinemas alterar ia tanto a linha do tempo.

Talvez eles se foquem em mudar apenas alguns dos acontecimentos em Vingadores – Guerra Infinita. O que eu acho mais prudente e mais interessante, para manter o Universo coeso.

Bem, nos focando nos acontecimentos que poderão ser alterados, será então que Thor saberá que é preciso acertar a cabeça de Thanos e não seu peito, para matá-lo? Será assim o fim do Titã Louco?

Parece que dessa forma, tudo ficará fácil para os heróis. Mas e se essa informação vazar?

E se Peter Quill souber disso?

E se ele exigir que essas informações sejam usadas para salvar Gamora (caso ele venha a saber que ela morreu)?

E se Thor quiser salvar Loki?

E se Tony temer que Pepper Potts morra, ao mudar o passado?

Será mesmo que esses heróis arriscarão perder o que amam ou arriscarão a chance de salvar quem amam, em troca da salvação do Universo?

Seria Thor, Peter Quill e Tony Stark tão altruístas assim, como Thanos foi, ao abrir mão de algo que amava para um bem maior?

A carga dramática desse próximo filme poderá ser enorme! Percebam que há muita coisa para ser abordada nesse próximo filme e não se resumirá apenas à uma outra batalha. Há muito mais profundidade a ser abordada.

Bem.. Me alonguei demais, atrasei o post e não entreguei no prazo combinado como sempre… mas está aí.

Essa é minha teoria sobre o desenvolvimento do próximo filme.

E vocês o que acharam de Vingadores – Guerra Infinita e o que esperam de Vingadores 4?

21 Comentário

  1. Aleph Bom de moura leite Aleph Bom de moura leite
    2 de Maio de 2018    

    Como sempre suas especulações são muito boas (digo isso por que acompanho as relacionadas a GoT). Acredito que o caminho deva ser por aí mesmo, com o Homem Formiga voltando com o Stark. Gostaria que Vingadores 4 começasse um tempo depois.. mostrando os efeitos desse mundo 50%. Stark pode ser o novo líder da SHIELD, Clint pode ter se tornado o Ronin (quem sabe numa cena pós créditos de Homem Formiga a família dele não desapareça?), entre outras muitas opções… Não gostaria de ver um recall da mesma batalha contra Thanos com um final diferente, gostaria de algo novo. E sinceramente espero que expliquem muito bem por que Fury não chamou a Capitã durante a invasão de Loki, ou o ataque de Ultron. Abraços

  2. Rouland Braña Rouland Braña
    2 de Maio de 2018    

    Muito boa analise, e a teoria também é completamente plausível. Só uma correção, o ator que interpreta Thanos se chama Josh.

  3. Elen Elen
    4 de Maio de 2018    

    N vou negar q eu sou team thanos, acho q tem gnt demais no mundo e q tem q morrer metade msm se n vao destruir a terra ai ao inves de metade vai é morrer tudo!

  4. Rafa Rafa
    4 de Maio de 2018    

    Achei interessante a ideia do retorno para o 1o filme, mas acho que a volta no tempo será mais limitada, ou até que a Shuri use a tecnologia para remover as pedras da Manopla e desfazer os desaparecimentos sem necessariamente viagem no tempo. Thor atual é o super herói mais foda que eu assisti em um filme, espero que ele sobreviva ao Vingadores 4, deixa o falcão e o homem de ferro morrerem! 🙂

  5. José José
    16 de Abril de 2019    

    Teremos as resenhas da 8ª temporada?

    • 29 de Abril de 2019    

      Não teremos, infelizmente.

    • 29 de Abril de 2019    

      cabei me manifestando apenas no FB do Drunkwookie e por aqui não. Eu decidi que não faria mais resenhas da série, por dois motivos: Minha carga de trabalho atual e também a falta de motivação, pois na última temporada fiz vários posts negativos sobre a série. Assisti o primeiro episodio dessa temporada, e tenho mais críticas a fazer do que elogios. então, vou deixar minha opiniões para lá, e espero que o pessoal que está gostando se divirta.

  6. 16 de Abril de 2019    

    Drunkwookie! Cadê você??? GOT voltou com nova temporada e preciso das suas resenhas! Por favor, voltaaaaa!

    • 29 de Abril de 2019    

      Olá, fico feliz que goste das minhas resenhas, mas infelizmente não escreverei sobre a última temporada. Acabei me manifestando apenas no FB do Drunkwookie e por aqui não. Eu decidi que não faria mais resenhas da série, por dois motivos: Minha carga de trabalho atual e também a falta de motivação, pois na última temporada fiz vários posts negativos sobre a série. Assisti o primeiro episodio dessa temporada, e tenho mais críticas a fazer do que elogios. então, vou deixar minha opiniões para lá, e espero que o pessoal que está gostando se divirta.

      • 2 de julho de 2019    

        Que pena! Mas agora que acabou, realmente, difícil escrever sobre mesmo. Não achei o Facebook do Drunkwookie, vou procurar. Obrigada!

  7. Tiago Tiago
    29 de Abril de 2019    

    Drunk, que falta que faz entrar aqui e não achar a resenha dos episódios de GOT, só para ver os pontos que acabamos perdendo e ficando deslumbrados com o que você escrivia
    Abraço

    • 29 de Abril de 2019    

      Opa, Tiago. Tudo bem? Decidi que nesse ano não farei resenha dessa ultima temporada. Acredite, nessa temporada eu não teria muitas coisas legais para falar da série. Espero que melhore (apesar de não ter esperanças, após esse ultimo episódio), mas se não melhorar (para mim), espero que continue cativando o pessoal que está gostando. São 9 anos de espera, então tem que ser legal.

      • Mateus Macieira Mateus Macieira
        23 de Maio de 2020    

        Faz um ano da ultima mensagem nesse blog pelo que vejo, acompanhei por muito tempo seus textos sobre diversos assuntos, e hoje procurando por imagens das Cronicas saxonicas vim parar aqui novamente, que mix de lembranças, nostalgia, e saudade de ler seus pontos de vistas sobre os mais variados livros e séries. Não sei se ainda acompanha o que é escrito aqui, mas só pra te falar que teu conteúdo era bom demais, se ainda não abandonou esse barco, talvez seja hora de começar a remar novamente kkk. Um abraço!!!

        • 18 de Fevereiro de 2021    

          Mateus, fico muito feliz em ler seu comentário, por mais que tenha passado um ano. Muita coisa mudou na minha vida. Hoje prefiro mais ler do que escrever sobre. Mas é muito gratificante ver que tantas pessoas gostaram assim do meu trabalho por aqui. Obrigado, mesmo

  8. Daniele Daniele
    30 de Abril de 2019    

    Poxa que saudades dos seus posts…. Fui atrás da sua página no FB e não encontrei.😭

    • 18 de Fevereiro de 2021    

      Eu desativei o FB. Eu parei de escrever e resolvi parar com o FB também.

  9. 2 de Maio de 2019    

    Olá! Sobre as crônicas de Gelo e Fogo, você voltará a ser escrever em algum momento?! Já li e reli tudo relacionado aos livros por aqui. Espero que esteja bem. Realmente, não dá para se empolgar muito com a série mesmo!

  10. Juan Juan
    20 de Maio de 2019    

    Estamos órfãos de suas resenhas de GOT, Drunkie. Em meio a mais controversa temporada, seu conhecimento das obras de Martin seriam de grande ajuda em nossas reflexões. Mas entendo que ande ocupado. Quem saiba futuramente você não escreva. Vou continuar minha vigília, checando aqui de vez em quando. Grande abraço.

  11. Bianca Bianca
    29 de agosto de 2019    

    Drunkk, que saudades dos seus posts!!! É o melhor blog de leitura que conheço, sempre pego indicações das minhas próximas leituras por aqui (e amo as teorias de o nome do vento hahah). Espero que volte a fazer resenhas quando tiver um tempo, beijos!

    • 18 de Fevereiro de 2021    

      Oi, Bianca, Depois de anos volto aqui para ver os comentários. Acredito que Não voltarei a fazer críticas nem resenhas. Entretanto, fico feliz que ajudei voce a sempre procurar por novas leituras.

  12. DIOGO DIOGO
    30 de agosto de 2019    

    Drunk, passada a ressaca com o fim de got, considere um dia fazer uma resenha do desfecho da série, pois achei que a série caiu muito na qualidade, compartilhe sua decepção conosco, é terapêutico 😂😂😂

    Ah, não esquece da resenha de vingadores ultimato, abracao

Deixe uma resposta

Seja Madrinha/Padrinho do Drunkwookie

Assine "Newsletter Drunkwookie"

Receba as publicações do blog, direto no e-mail!

Publicidade

Show Buttons
Hide Buttons