Um Quadrinho, Uma Cerveja “Batman – A Corte das Corujas”

Hoje trago mais uma resenha com degustação para vocês. A escolha dessa vez foi uma HQ do Batman e, para acompanhar o Morcego (e tentar harmonizar) a cerveja escolhida foi uma Weissbier Dunkel.

IMG_4709

Para adquirir a HQ, dessa vez indico as Lojas Americanas. Lá há uma promoção da “HQ + mais a máscara da Corte das Corujas” e vale muito a pena aproveitar. O único “problema” é que a HQ é em inglês, mas mesmo para aqueles que tem o inglês básico, acredito que vale o esforço.

A cerveja Benediktiner Weissbier Dunkel, você vai encontrar na My Best Beer. Tanto ela, quanto outras cervejas de trigo estão com bons preços. Porque estou falando de outras cervejas de trigo? Bem, vocês verão na resenha degustativa… Cerveja de trigo é algo bem diferente do que estamos acostumado!

Logo

__________

História em Quadrinho do dia Batman: A Corte das Corujas

116400436_1GG

Para comprar, clique aqui

Editora – DC Comics

Editora no Brasil – Panini

Roteiro – Scott Snyder

Desenho – Greg Capullo

Arte-Final – Jonathan Glapion

Cores – FCO

Publicação original – 2011

Publicação no Brasil – 2012 (Encadernado lançado em 2014)

__________

Rótulo do dia – Benediktiner Weissbier Dunkel 500ml

Captura de Tela 2016-02-29 às 17.06.09

Para comprar, clique aqui

Estilo – Cerveja escura de trigo – Dunkelweissbier

Volume – 500 ml

Teor alcoólico –  5,4%

Cervejaria – Benediktiner Weißbräu

IMG_4704 2

O que preciso saber antes de ler essa HQ?

Essa é uma HQ muito boa para se entrar no universo dos quadrinhos ou para começar a acompanhar as histórias do Batman.

Esse compilado de histórias reúne as 07 primeiras HQ do Batman, após a reformulação da DC Comics com o evento chamado: Novos 52 (o reboot da DC Comics feito em 2011).

Nessa reformulação, os eventos se passam apenas 05 anos após Bruce Wayne ter decidido ser o Batman e são narrados com a arte do sensacional Greg Capullo e Scott Snyder.

Foi aqui que conheci o trabalho de Snyder e consegui, na primeira edição da CCXP, um autógrafo dele. Admiro o trabalho dele e a capacidade de contar uma história com um roteiro bem detalhado e preciso.

Greg Capullo eu acompanho desde meus 14 anos, na época do Spawn. Ele foi o responsável pelos gastos de todas minhas economias com o Soldado do Inferno.

Sendo assim com uma dupla fantástica, um novo início promissor, temos um ótimo ponto de partida para quem quer acompanhar o início do Cavaleiro das Trevas.

O que preciso saber antes de beber essa cerveja?

Uma weissbier é uma cerveja de trigo e essa que experimentarei hoje é uma Dunkel weissbier. Ela ganha esse nome por ser feita com trigo tostado, sendo por isso a sua coloração marrom-avermelhada.

Ela é uma ótima escolha para quem nunca tomou uma cerveja de trigo e gosta de (ou tem curiosidade de experimentar) cerveja escura.

A cerveja tem uma receita bem tradicional e isso faz toda a diferença para apostar nela.

Batman “A Corte das Corujas”

Captura de Tela 2016-03-02 às 18.20.00

Para muitos em Gotham, inclusive para Bruce Wayne, a Corte das Corujas não passa de um conto para assustar crianças. Uma cantiga que cita o Garra, alguém que viria te buscar, caso você não se comportasse. Uma história para assustar criancinhas.

Porém, no decorrer da trama, Bruce Wayne percebe que há algo muito mais antigo e perigoso na cidade que ele intitula ser sua. Algo ligado à antiga cantiga de ninar.

Benediktiner traz certas semelhanças com a Corte das Corujas. A tradição. A receita usada para essa cerveja é a mesma receita, desde 1330 de acordo com a receita dos monges beneditinos. São quase 700 anos de tradição!

IMG_4706 2

O sabor é marcante e lembra um pouco caramelo. Dá para sentir um certo dulçor logo no primeiro gole. A espuma cremosa deve ser apreciada com calma. É muito boa no início. Por isso recomendo apreciar a arte de Greg Capullo com vagar. É muito bom ver o quanto ele evoluiu desde seus desenhos em Spawn.

maxresdefault

Nesse início vemos bastante o lado detetivesco do Batman. É algo que sempre gostei nas HQs dele. O envolvimento dele com o Comissário Gordon é bem interessante, mas não gosto do número de robins que vemos no início. Porém, vamos esperar para ver como serão desenvolvidos.

Para quem busca encontrar um Batman parecido com aquele dos filmes, seja do Tim Burton seja do Christopher Nolan, não encontrará nesse arco de história. Aqui temos um Batman mais voltado ao quadrinho. Seguro de si e bem centrado.

IMG_4586

Não há tanto mistério em cima de uma figura negra que surge das sombras, nem um Batman que busca ultrapassar seus próprios limites físicos a todo tempo (ao menos não conscientemente). Scott Snyder nos presenteia com um Batman sensacional.

A cerveja de trigo também é bem diferente das cervejas de malte que estamos acostumados a beber. É uma nova experiência. Aliado à essa novidade, o sabor da cerveja também surpreende.

IMG_4605 2Como havia dito, o sabor de caramelo (e agora um sabor de frutas acaba se pronunciando) deixa um sabor marcante no paladar e dá cada vez mais vontade de tomar o próximo gole. Eu me contenho, pois ela precisa durar até o final da HQ.

Então aproveito esse momento da leitura e da degustação para me conter e pensar no conceito dos super-heróis. (Não, eu não fiquei bêbado… ainda).

Heróis tem um conceito tão vasto e tão abrangente que me assusto no quanto eu falo, quando decido filosofar sobre o assunto. Porém, se deixarmos a filosofia de lado e nos ativermos apenas sobre o Batman/Bruce Wayne, em síntese, chegaremos à conclusão de que ele é diferente da maioria dos super-heróis.

IMG_4608

Sem superpoderes, ele precisa se virar com sua mente afiada e sua tecnologia. Talvez seja a inteligência dele o que mais me fascina no personagem e me surpreende.

Benediktiner Weissbier Dunkel é uma cerveja que surpreende pelo gosto do trigo tostado. É diferente das cervejas mais comuns, e faz você perceber que há uma grande variedade de cervejas por aí.

Loucura e o Batman

Todos sabemos que a loucura está intimamente ligada à essência do Batman. perceba que todos inimigos dele tem uma fragilidade psíquica ou algum desvio de personalidade. Aqui, Scott Snyder joga Batman em um labirinto.

2178245-batman_05_rizz3n_pg19

Nesse momento a história se transforma e temos o prazer de ver um Batman alquebrado, envenenado e alucinado. Não vou estragar a surpresa mas, existe um momento literalmente vertiginoso no labirinto das Corujas. Leiam e aproveitem esse momento de pura metalinguagem.

Em contrapartida, os 5,4% de álcool da cerveja não afetam seu discernimento de forma tão contundente e por isso, achei que a cerveja não funcionou junto com a parte do labirinto. Uma cerveja com um teor alcoólico maior, poderia ser mais interessante para esse momento.

IMG_4616

O desenvolvimento da HQ se dá de forma bem amarrada, e a participação dos Robins e do filho de Bruce (Sim, ele tem um filho com Talia Al’Ghul) acontece de forma bem leve, exceto pela importância do Asa Noturna, que é um pouco mais profunda.

A Benediktiner Weissbier Dunkel destoa levemente, pois é muito leve para acompanhar a sequência de fatos que começam a acontecer no submundo das Corujas. 

O ápice da HQ chega junto com o final da cerveja. Uma luta sensacional entre Batman e um campeão da Corte das Corujas. A luta é tensa, visceral, e Greg Capullo consegue nos mostrar tudo da melhor forma possível, acompanhado do texto de Scott Snyder.

Captura de Tela 2016-03-02 às 19.55.23

 Veredicto Drunkwookie

Nota da HQ

nota-45

Nota do Rótulo

nota 4

Nota da Harmonização

nota-3

Conclusão

Batman-Court-of-OwlsBatman – A Corte das Corujas não é uma minissérie, nem uma saga fechada. Na verdade é um arco de histórias, o primeiro arco de histórias dos Novos 52 que inicia um novo primeiro ponto de vista da lenda do Cavaleiro das Trevas.

Porém, ainda que seja um arco de história, A Corte das Corujas acaba em um momento muito empolgante. Não ver a resolução acaba frustrando um pouco.

Já sobre a arte e roteiro, a dupla criativa Snyder e Capullo deu muito certo. Dois caras de renome, trabalhando com um herói complexo e famoso. Não tinha como dar errado.

Por deixar aquele gosto de história inacabada (mas extremamente bem feita), nós temos duas opções: Lermos a continuação chamada de A Noite das Corujas, ou conhecer outros heróis da DC Comics após a reformulação dos Novos 52. Seja Super-Homem, Mulher-Maravilha, Flash, Shazam ou Aquaman.

IMG_4621

Já a Benediktiner Dunkel, é uma cerveja de trigo espetacular, porém leve demais para acompanhar o Cavaleiro das Trevas. Tentarei em um outro momento uma nova HQ do Batman com uma cerveja um pouco mais forte.

De qualquer forma, os 500ml milagrosamente me acompanhou até o final da leitura e também me propôs dois caminhos a serem trilhados:

Experimentar outras cervejas de trigo ou se aventurar no mundo das cervejas dunkel.

Eu decidi seguir os dois caminhos. Tanto para o quadrinho, quanto para a cerveja.

4 Comentário

  1. Anap65 Anap65
    3 de Março de 2016    

    Ah, mas o cheiro dessa cerveja combina demais com Gothan! Mas é verdade, é meio leve demais pro universo batman, talvez uma quadruppel ou pelo menos uma trippel…enfim, vamos aguardar a próxima combinação!

  2. Fernando Fernando
    3 de Março de 2016    

    Deu vontade de ler de novo até… Muito bom

  3. Lucas Lucas
    5 de Março de 2016    

    Para harmonizar de verdade com o universo do Batman você deveria tomar uma Imperial Stout, uma cerveja bem forte e escura. Recomendo a Old Rasputin para uma próxima leitura!

    • 5 de Março de 2016    

      Valeu, Lucas! A próxima HQ do Batman será com uma Imperial Stout! Se tiver outras indicações, eu agradeço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja Madrinha/Padrinho do Drunkwookie

Assine "Newsletter Drunkwookie"

Receba as publicações do blog, direto no e-mail!

Publicidade

Show Buttons
Hide Buttons