Livros em 2017 – Parte III

2017 está sendo um ótimo ano para leitura. E por isso, trago mais 5 resenhas de livros lido no ultimo mês. No próximo post trarei alguns livros que li segundo a indicação de vocês.

_______________

Antes de iniciarem a leitura, peço que dêem uma olhada no meu projeto Drunkwookie no Padrim. Caso decidam ser madrinha ou padrinho do site, seria fantástico. A contribuição servirá para o site continuar no ar e melhorar cada vez mais.

______________

11.O Ferreiro de Bosque Grande

Para comprar com desconto, clique aqui

Sinopse – A cada vinte e quatro anos, na aldeia de Bosque Grande, comemorava-se o Banquete das Boas Crianças.

Era uma ocasião muito especial, e para celebrá-la era preparado um Grande Bolo, para alimentar as vinte e quatro crianças convidadas. O bolo era bem doce e saboroso, totalmente coberto de glacê de açúcar. Mas lá dentro havia alguns ingredientes muito estranhos, e quem engolisse algum deles obteria o dom de entrar na Terra-Fada…
Está história fascinante de um andarilho que encontra o caminho para o perigoso reino da Terra-Fada está sendo publicada pela primeira vez no Brasil.

Esta edição inclui um manuscrito do primitivo rascunho de Tolkien para a história, as ilustrações originais de Pauline Baynes, notas sobre a gênese, a cronologia e o final alternativo da história, e um longo ensaio sobre a natureza da Terra-Fada, tudo inédito até agora.

Autor – J. R. R. Tolkien

Impressões – Tolkien detém a arte de narrar belos contos. Ferreiro de Bosque Grande é uma amostra disso. Uma história bela, tocante, que traz toda a força que a Fantasia armazena em sua essência.

É impossível não lembrarmos do Condado, quando Tolkien descreve a vila onde mora nosso protagonista. Os desenhos dentro dessa edição são fantásticos e combinam muito com o clima do texto.

Ferreiro de Bosque Grande, juntamente com Árvore e Folha é uma das obras mais bonitas do autor. Vale a pena ler com calma, e se divertir com a inocência de Tolkien.

Nota – 

12. A Bela e A Adormecida

Para comprar com desconto, clique aqui

Sinopse – Era o reino mais próximo ao da rainha, em linha reta, como voa o corvo, mas nem os corvos voavam até lá. Você pode achar que conhece esta história.

Uma jovem rainha está prestes a se casar. Há anões bons, corajosos e valentes; um castelo envolto em espinhos; e uma princesa enfeitiçada por uma bruxa, segundo dizem os boatos, em um sono eterno.

Mas aqui não há ninguém esperando que apareça um nobre príncipe em seu fiel cavalo.

Este conto de fadas é tecido com um fio de magia negra, que vira e revira, brilha e reflete. Uma rainha pode acabar se revelando uma heroína, se uma princesa precisar ser salva.

Autor –  Neil Gaiman

Impressões – Demorei muito para ler esse livro ilustrado por um motivo: As críticas (tanto positivas quanto negativas) me incomodaram.

E após terminar a leitura, percebi que tanto quem criticou positivamente, quanto negativamente, não leram o livro.

A obra de Neil Gaiman foi taxada de forma simplista. Enquanto alguns aplaudiam e se regozijavam pois finalmente houve um beijo gay em um conto de fada, outros gritavam e babavam condenando o texto profanador dos bons costumes.

Nem tão lá, nem tão cá.

A obra não fala sobre isso. Nem esse é o intuito de Neil Gaiman. A obra é linda, traz uma história de superação e nos presenteia com uma protagonista sensacional. Os desenhos de Chris Ridell e os detalhes em dourado nas ilustrações dão o toque medieval necessário para a história.

Os desdobramentos que viraram o cerne da discussão, acontece de forma natural. De forma perfeita. Assim como tudo o que Neil Gaiman se propõem a escrever. Pena que nem todos leem o que se é escrito.

Nota – 

13. Mistborn – O Herói das Eras

Para comprar com desconto, clique aqui

Sinopse – O capítulo final da trilogia Mistborn, de Brandon Sanderson Após subverter a lógica dos livros de fantasia tradicional e arrebatar uma quantidade incrível de admiradores, entre eles George R. R. Martin em pessoa, Brandon Sanderson encerra a trilogia fantástica Mistborn de forma no mínimo surpreendente. Para acabar com o Império Final e restaurar a liberdade, Vin matou o Senhor oberano. Mas, em consequência, poderosos terremotos causaram o retorno das trevas, e a humanidade parece estar definitivamente condenada. Resta saber como Vin poderá se livrar da culpa e reverter este cenário. A conclusão da série promete não decepcionar os leitores dos dois primeiros volumes, já que está repleta de revelações e reviravoltas, dignas dos leitores mais exigentes.

Autor – Brandon Sanderson

Impressões – Recentemente fiz uma resenha específica sobre O Herói das Eras. Quem ainda não leu, ou quer reler, clique aqui. Nesse post falei bastante sobre minhas impressões a respeito do modo como Sanderson nos presenteia com um mundo diferente e com um tipo de magia único. E claro, o que mais me chamou a atenção: A maneira como ele nos apresenta novos conceitos e novos elementos na trama que fazem sentido. Sempre.

Existe um quebra-cabeças aqui, algo a ser resolvido. O que é que Kelsier vivia dizendo? Sempre há outro segredo.

Nota – 

14.Caçador em Fuga

Para comprar com desconto, clique aqui

Sinopse – Uma aventura surpreendente sobre a liberdade, escrita pelo mestre George R.R. Martin. Ao despertar num lugar escuro, Ramón Espejo não se lembra de como foi parar ali. Logo ele descobre que é refém de uma raça alienígena e que, para recuperar sua liberdade, será forçado a ajudá-los a encontrar outro humano como ele – um fugitivo. Quando a caçada começa, no entanto, Ramón recupera algumas lembranças: a miséria e as péssimas condições de trabalho e de vida no México; a decisão de deixar a Terra e explorar um novo planeta-colônia, São Paulo; o sonho de encontrar metais valiosos e enriquecer; o desejo de uma nova chance. Agora, envolvido numa estranha perseguição nesse mundo hostil e imprevisível, Ramón precisa encontrar uma maneira de escapar de seus captores… e depois, de alguma forma, sobreviver. No entanto, à medida que suas memórias se fortalecem, Ramón descobre que seu pior inimigo pode ser ele mesmo.

Autor – G. R. R. Martin / Gardner Dozois / Daniel Abraham

Impressões – Mais um livro que gostei tanto que fiz uma resenha específica sobre ele. Quem não leu ou quer reler, clique aqui.

Como eu disse no post, nosso protagonista seria o Han Solo de Martin/Dozois/Abraham. Para quem gosta de A Fundação, essa é uma obra obrigatória.

Nota – 

15.Wild Cards – Ases nas Alturas

Para comprar com desconto, clique aqui

Sinopse – Depois do vírus alienígena, um ataque vindo do espaço. Estamos no início dos anos 1980, há mais de trinta anos a humanidade convive com os atingidos pelo xenovírus Takis-A, mas a integração ainda caminha a passos lentos. Os abençoados pelo vírus, os ases, combatem os perigos da Nova York que nunca dorme. Os amaldiçoados, com suas deformidades causadas pelo vírus, lutam pela sobrevivência no Bairro dos Curingas. E, no céu, uma ameaça espreita a humanidade, aguardando a oportunidade certa para lançar seu ataque. Um ser extraterreno chamado o Enxame ruma para a Terra, ao mesmo tempo em que alguns ases planejam uma conspiração para controlar o mundo.

Entre jogos de aparências, teletransportes e irmandades envoltas em mistério, forças de ases e “limpos”, seres humanos não infectados pelo vírus, se unem para combater o monstro alienígena e a terrível Ordem que se esconde no Mosteiro de Nova York. Este segundo volume da série Wild Cards conta com a participação de novos gênios da fantasia e do próprio organizador, George R. R. Martin, autor do best-seller Crônicas de Gelo e Fogo. As cartas da humanidade estão na mesa!

Autor – G. R. R. Martin e outros

Impressões – Mais um livro de Martin, porém esse é editado por ele e não escrito inteiramente pelo autor de As Crônicas de Gelo e Fogo. Esse livro é o segundo volume de uma série imensa, que já foi matéria de discussão aqui no Drunkwookie, como vocês podem ver aqui.

As referências à cultura Pop são interessantíssimas, o desenvolvimento dos personagens também. Entretanto, pensando um pouco melhor sobre o que esse livro entrega de trama, e pensando em todos os volumes que estão por vir, eu esperava mais desse volume.

Nota – 

Bem, essa foi mais uma atualização das minhas leituras em 2017.

E vocês? O que já leram, estão lendo ou planejam ler nesse ano?

 

4 Comentário

  1. Teresa Teresa
    13 de junho de 2017    

    Olá, adoro essas suas listas! Fiquei muito curiosa com o livro do Neil Gaiman, nota máxima hein? Ainda não li nenhum livro desse autor, vou começar por Deuses Americanos. Eu tenho os quatro primeiros volumes de Wild Cards faz tempo e está faltando vontade/curiosidade para ler. Ah, e eu curti muito Caçador em fuga!

    • 13 de junho de 2017    

      Oi Teresa!
      Neil Gaiman é fantástico. Se quiser, pode dar uma lida em um post onde indico 10 obras dele. Acho que iniciar com uma que não seja Deuses Americanos, seria muito bom. Eu indicaria os contos dele em Coisas Frágeis.
      http://drunkwookie.com.br/neil-gaiman/

      Sobre Wild Cards, acho melhor vc iniciar a leitura apenas quando estiver com pique. =)

      Que bom que gostou de Caçador em Fuga. Eu amei!

      • Eduardo Eduardo
        21 de agosto de 2017    

        Oi! Qual seria o motivo de não indicar Deuses Americanos para a primeira leitura do autor?

        • 21 de agosto de 2017    

          Não sou um grande adorador de “Deuses Americanos” de Neil Gaiman. Acho um bom livro, mas acredito que minhas outras indicações são melhores. O Neil Gaiman é genial escrevendo contos. Acho interessante começar por eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja Madrinha/Padrinho do Drunkwookie

Veja o projeto no Padrim, colabore e concorra aos sorteios

Assine "Newsletter Drunkwookie"

Receba as publicações do blog, direto no e-mail!

Parceiros

Publicidade

Show Buttons
Hide Buttons