O que esperar de Star Wars – O Despertar da Força?

Chegou a hora. Não sei vocês, mas eu não estou aguentando segurar a ansiedade para ver Star Wars – O Despertar da Força.

Captura de Tela 2015-12-16 às 23.19.22

Eu tentei, de todas as formas, ficar alheio às notícias sobre o novo filme da saga de Star Wars. E confesso que me segurei bem quando o primeiro trailer foi liberado e quando as imagens pipocaram por todos sites especializados em cultura pop.

Acontece que, no último mês, eu simplesmente deixei de resistir. Me rendi a Força. Quem eu estava querendo enganar? Eu sou um fanboy de Star Wars e não devo negar. Ser fã é algo que não dá para disfarçar.

TFA_thumb_b1c49964Por isso, assisti tudo o que puder. E não estou aguentando a ansiedade. Este é o motivo do post. Ele não tem grandes pretensões, a não ser de iniciar uma conversa e de criar um espaço para falarmos mais sobre esse grande evento, teorizar, supor e discutir O Despertar da Força.

J.J. Abrams, o Diretor

O diretor de Star Wars – O Despertar da Força é uma das pessoas, do universo cinematográfico, que mais confio.

Alguém pode perguntar: isso se deve ao fato dele ser um ótimo diretor?

Nã0.

O motivo é outro.

Eu não entendo nada de cinema. Os filmes que gosto e não gosto desafiam a lógica dos mais profundos críticos cinematográficos. Sejam aqueles de renome, sejam aqueles do Facebook.

star-wars-force-awakens-jj-abrams-injury

Eu só vou saber quem é o diretor de tal filme depois de ter visto seu nome na tela do cinema, ou depois de comentarem comigo.

Mas o motivo por confiar em J.J Abrams é que ele está ligado a praticamente tudo que eu gosto. Quando Lost surgiu na TV, eu fiquei fascinado. E foi ali que ouvi pela primeira vez, o nome de J.J Abrams.

[YOUTUBE=https://www.youtube.com/watch?v=L6l2dZff1eM]

Depois disso… Bem… Lá estava ele:

Cloverfield é um dos meus filme favoritos e ele é o diretor. Fringe é uma das séries que eu mais gosto (logo abaixo de Doctor Who) e é de J.J Abrams. Super 8 é um filme lindo, que traz a lembrança de filmes antigos como E.T. – O Extraterrestre e Os Goonies.  Sem falar no “meio-reboot”de Star Trek.

noticia_jjabramsfalasobrestarwars_bastidores_2

Aliado à esse passado positivo, percebemos, nos trailers divulgados (principalmente em um vídeo de bastidores) o capricho que estão tendo com a responsabilidade de continuar essa Lenda. Personagens animatrônicos, design bem parecido com o antigo, fantasias detalhadas de forma fenomenal e acima de tudo, o respeito por aqueles que trabalharam lá atrás e que agora voltam, para fazer parte da história uma vez mais.

star-wars-14

Como não ficar feliz ao ver isso?  Warwick Davis, o Ewok Wicket, trabalhando em O Despertar da Força?

Captura de Tela 2015-12-16 às 22.35.15

Tudo isso dá a certeza que J.J Abrams acertará. E acertará em cheio.

A Força da Nostalgia

Eu sou uma pessoa movida a nostalgia. Quem acompanha o blog, já deve ter percebido meu puro, irracional e simples amor pela nostalgia.

IMG_0709

E Star Wars é uma franquia muito presente na minha vida. Não sei precisar quantas vezes assisti Star Wars, ou quantas partidas de Empire Strike Back para SuperNintendo joguei, ou quantos D20 rolei em Star Wars Saga em uma campanha com meu irmão mais novo, ou quantas vezes tentei pegar uma caneta caída no chão utilizando a Força.

Nem vou falar de Star Wars – Battlefront para PS4, responsável pelas minhas 5 horas de sono diárias.

Quando vi os trailers desconfiei que teríamos muitos momentos que nos relembrariam a primeira trilogia da década de 70/80. Tudo aquilo que gosto. E tenho certeza que outros fãs, gostam.

star-wars-jabba_3372135k

Agora, após ver todos os 23 Spot Tv e todos os trailers, não desconfio. Tenho certeza.

J.J Abrams buscará evocar esse sentimento nostálgico em nós.

Teremos cenas parecidas com as da trilogia antiga, frases já conhecidas, locais que guardamos certo carinho e muito mais.

Finn, Rey e Poe Dameran e o “novo” em Despertar da Força

E ainda assim, haverá algo novo e grandioso, que nos prenderá e nos preparará para os próximos filmes da saga. Junto com os novos fãs. A continuação da história trará um fôlego novo, e sentiremos uma renovação no modo de contá-la.

REy-and-Finn-and-Poe-Dameron

Esses três novos personagens me cativaram desde o início. Todos são fortes (ao menos o que demonstrou até agora), e tem de tudo para serem os novos mitos, daqui alguns anos. Assim como Luke, Léia e Han.

Luke-Leia-Han

Só para situá-los, a história se passa 30 anos depois da queda de Darth Vader e em um rápido resumo, tudo indica que Finn é um stormtrooper que, por algum motivo, percebe estar do lado errado da guerra.  Ao fugir, se vê perdido em um planeta desértico, Jakku.

Rey é uma escavadora de tecnologia, habitante de Jakku, que se une à Finn quando o Império aparece em seu planeta. Já nosso rebelde Poe Dameran, é sobrevivente da época da antiga trilogia. Esse foi o pouco que li, e também o que dá para entender após ver tantos teaser, trailers e spot tvs.

Até agora mostrou-se tanto mas ainda tão pouco, que as dúvidas que permanecem são:

Quem é Kylo Ren e quem ensina os segredos da Força e do Lado Negro?

IMG_0717

Rey é filha de Leia e Han Solo? Finn será um Jedi? Rey será uma Jedi?

IMG_0640

Poe Dameran mudará de lado? Luke é aquele cara encapuzado ao lado de R2D2?

Será que alguém morre?

Quem são aqueles cavaleiros do lado de Kylo Ren?

Screen_Shot_2015-04-16_at_2.23.09_PM.0

Que papel desempenhará Captain Phasma, a Stormtrooper platinada, interpretada por Gwendolyn Christie, nossa eterna Brienne?

São perguntas que quero ver respondidas na tela.

O que esperar, então, de Star Wars – O Despertar da Força?

Captura de Tela 2015-12-16 às 22.44.13

Esperar o melhor.

Ver nossos heróis, depois de tanto tempo, dentro daquele ambiente tão familiar e querido, será uma recompensa enorme.

Imaginem… O som dos blaster, dos X-Wings de dos Tie-Fighter lançando-se nos céus… Os movimentos de sabres de luz e aquele som tão caraterístico. O urro do Chewbacca! É muita emoção envolvida.

Isso sem falar de outro fato que me alegra muito, que é saber que a nova geração poderá conhecer esse sentimento que muitos de nós experimentamos, lá atrás.

Serão 03 Gerações (Avô, Pai e Filho) que poderão ir ao cinema, e depois poderão passar a tarde conversando sobre o(s) filme(s). Poderão torcer por heróis ou até mesmo por vilões em comum. Preferir os pilotos ao invés daqueles que empunham sabres de luz. Ou gostar dos dois. Império ou Aliança?

Captura de Tela 2015-12-16 às 22.44.59

Se não fosse ele, Drunkwookie existiria de outra forma.

Percebem o alcance de tudo isso? Até onde vai Star Wars?

BB8 será o R2D2 de uma nova geração. Talvez um novo Jedi entre para o hall dos nossos jedi mais queridos.

2979968-star-wars-bb-8-force-awakens

Darth Vader é nosso maior vilão universal, mas e se Kylo Ren ganhar o coração dos mais novos?

Todas essas possibilidades são muito positiva e empolgantes! Tudo contribui para que Star Wars viva para sempre. Não tem como isso tudo ser ruim.

Simplesmente não dá.

Em algum momento você vai sorrir, vai arrepiar-se, vai sentir-se feliz. Tenho certeza.

E se houve falhas? No roteiro, na composição de cena, no subtexto? Deixe tudo isso ser objeto de crítica dos acadêmicos.

Por que com Star Wars é diferente.

Star-Wars-7-Force-Awakens-Teedo-Luggabeast

Deve ser diferente. Quando éramos padawans, vimos os Ewoks e nos maravilhamos. E hoje, o que poderia não nos maravilhar? Nada teria esse poder.

Em um mundo cinza, onde tudo é alvo de crítica negativa e separatista, temos a oportunidade de curtir um tema em comum que só traz sentimentos bons.

Espero que todos aproveitem essa Força, que Star Wars nos trará.

Eu sei que amanhã estarei muito mais feliz do que hoje.

Que a Força esteja com todos fãs.

Captura de Tela 2015-12-16 às 22.19.40

1 Comentário

  1. Valéria Valéria
    17 de dezembro de 2015    

    Olá, DrunkWookie!
    Vi o filme ontem na sessão de meia noite. Sou super fã de Star Wars, mesmo reconhecendo erros e falhas, realmente é algo mais emocional, que remonta infância e adolescência. Bom, com muito custo (rs), consegui não deixar as expectativas muito altas, porque isso pode ajudar muito na decepção na hora “H”. E deu certo. Esperei um filme divertido, estilo “sessão da tarde” e só. E foi isso que eu achei que foi. Nada óooootimo, igual saiu uns papos de que melhor do que Império Contra-Ataca – pô, gente, não exagera. Mas se você realmente ficar com expectativas não muito altas e assistir com o coração (existe isso? rsrs), acho que vai ser legal!
    Com certeza não foi nenhuma Brastemp, mas também não foi “Ameaça Fantasma” de novo (que eu fui assistir na estréia da época, totalmente ensandecida, e me decepcionei legal).
    Mas acho que é no fim é mais ou menos o clima do “Uma Nova Esperança”, que se formos parar pra analisar friamente, é cheio de furadas e situações muito tosquinhas, rs, mas que a gente ama assim mesmo! Se parar pra pensar dessa forma, o filme conseguiu mesmo manter um clima parecido! Ou seja, foi bem sucedido!
    Nossa, foi mal pelo comentário gigante, devaneei um pouco!
    Abraços!

No entanto, Pings

  1. Vale a pena ver Star Wars – O Despertar da Força [RESENHA] | DrunkWookie on 18 de dezembro de 2015 at 09:44

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja Madrinha/Padrinho do Drunkwookie

Assine "Newsletter Drunkwookie"

Receba as publicações do blog, direto no e-mail!

Publicidade

Show Buttons
Hide Buttons