Kylo Ren – Um vilão incompreendido

Mais um post sobre Star Wars – O Despertar da Força. Dessa vez falando sobre um dos personagens que mais me cativou… Kylo Ren.

star-wars-kylo-ren

Será mesmo que Kylo Ren é tão pífio como muitos alegam ou é um vilão profundo e complexo, que ainda não foi plenamente desenvolvido?

Em diversos comentários, percebi que muitos leitores não gostaram do vilão. Seja por ele não ser como Darth Vader, seja por ele ser descontrolado e até certo ponto, mimado.

Será mesmo que Kylo Ren é tão pífio como muitos alegam ou é um vilão profundo e complexo, que ainda não foi plenamente desenvolvido?

É o que vou discutir nesse novo post...

IMG_4241-300x300Todos sabem, mas não custa avisar… O post contém vários spoilers, então se você ainda não viu o filme, pare de esperar, corra e vá ver agora, leia depois de voltar do cinema.

Aproveitem a promoção de Natal do Submarino. Os seis filmes em Bluray…

Captura de Tela 2015-12-30 às 14.37.05

Para comprar, clique aqui

Kylo Ren não é o novo Darth Vader

Dentre as ambições de Kylo Ren, sabemos que ele busca ser tão poderoso quanto seu avô.

Isso é revelado por Rey, na cena em que ele está interrogando-a, mas também podemos perceber no modo como ele se porta, se veste, na máscara que usa e na voz que ele busca emular.

Captura de Tela 2015-12-29 às 13.39.17

É por isso que, ao vermos Kylo Ren encontramos elementos que remetem à Darth Vader  e logo queremos comparar.

Porém, devemos deixar as comparações de lado e procurar as motivações de tais coincidências e buscar o que há de diferente entre os dois. Pois serão nas motivações e nas diferenças, que encontraremos o um vilão.

Reproduzindo a presença do avô

Star-Wars-7-Darth-Vader-Helmet-Burned-Endor

O capacete, a roupa e a voz…  Fica fácil concluir que temos uma cópia mal-executada de Darth Vader se discutirmos esses elementos separadamente, sem levar em consideração toda a trama.

Por isso, quando olhamos para a trama de Star Wars – O Despertar da Força, percebemos que Kylo Ren é e será muito mais do que isso.

É claro que existe uma grande referência à Darth Vader porém, no próprio filme, vemos personagens que consideram tudo aquilo forçado.

Poe Dameron, em seu primeiro encontro com Kylo Ren, faz graça citando o capacete, dizendo que não consegue entendê-lo com aquele aparato no rosto.

Ele sabe que Kylo Ren não precisa daquilo para sobreviver, diferente de Darth Vader. Vemos que Kylo Ren não consegue impor o respeito que parece buscar.

LT2f8Ydu9WLx

O próprio Han Solo, diz ao seu filho que ele não precisa daquele capacete. Aquele aparato, aquele visual que Kylo Ren utiliza, não é necessário.

Isso leva crer que o rapaz quer apenas imitar Darth Vader. Todavia, é muito mais que isso, pois para Kylo Ren tudo aquilo é muito importante. Para Kylo Ren, existe um porquê daquilo tudo. Existe uma motivação maior.

E é essa motivação que move a personalidade de Kylo Ren e isso é o que mais me cativa.

Darth Vader como guia

star-wars-7-force-awakens-kylo-ren-vader-mask

Nothing will stand in our way… I will finish watt you started

Mesmo Snoke sendo mestre de Kylo Ren, percebam que ele busca “conselhos” de Darth Vader. Ao vê-lo falando com o elmo derretido de Vader em um altar cheio de cinzas (com certeza do avô), é possível perceber que há uma dependência espiritual. É algo quase religioso.

Essa dependência dá (e ainda dará) mais profundidade à personalidade de Kylo Ren.

“Eu fui tentado pela Luz”, “Nada ficará no nosso caminho”, “Vou terminar o que você começou”…

Tudo isso me leva a crer que a devoção ao avô e à figura de Darth Vader será um elemento usado para desenvolver Kylo Ren de uma forma totalmente nova, afastando-o ainda mais do estigma “cópia de Vader“.

Então, eu digo: a roupa preta, a voz robótica, o capacete original no altar com cinzas e a postura, tudo isso serve para Kylo Ren acreditar em si mesmo. Para alguém que não tem auto-estima, isso tudo é muito importante.

A Força é forte em Kylo Ren

star_wars_episode_7-5k-kylo_ren-finn-rey-han_solo-by_aracnify-5120x2880

Até aqui falamos sobre as coincidências. Agora quero falar sobre as diferenças..

A Força sempre foi forte na Família Skywalker. E não podíamos esperar nada diferente do filhe de Léia. Porém, esse poder foi além…

Logo no início do filme, vemos Kylo Ren desembarcando em Jakku e ali ficamos boquiabertos ao vê-lo PARALISANDO um tiro de blaster usando apenas a Força!

Para quem é fã de Star Wars sabe do que estou falando. Nunca havíamos visto nada parecido na franquia Star Wars. Aquilo foi incrível.

des0190_462d9660

A cara de Poe Dameron encarando o laser, suspenso no ar, foi a mesma que a minha. Como aquilo seria possível? 

Outro momento em que vemos uma demonstração de Força espantosa, diferente daquilo que estamos acostumados, é o momento do interrogatório.

Com a Força, Kylo conseguiu “ler a mente” de Poe Dameron. Em pouco tempo ele sai da sala de interrogatório com a informação que precisava.

O mapa que leva à Skywalker está em uma unidade BB, em Jakku.

Captura de Tela 2015-12-29 às 13.39.48

Lembrando também que ele paralisa Poe, em Jakku e Rey, na floresta perto do Castelo de Maz Kanata. Aquilo nunca havia sido visto.

Suponho ainda que, no momento em que ele e atingido pelo tiro de Chewbacca, ele estava envolto com alguma proteção da Força. Só assim para evitar um estrago maior. (falarei disso depois).

Esses novos alcances da Força foram bem interessantes de se ver e também servem para comprovar que Kylo tem um grande controle sobre a Força. Um controle maior do que já vimos até hoje.

Problemas que contribuiram para sua derrota

Muito se falou sobre a “falta de aptidão” de Kylo Ren, com seu sabre de luz. Será que realmente é isso?

Devemos, primeiramente, supor que Rey é mais poderosa do que o próprio Kylo esperava.

Captura de Tela 2015-12-29 às 13.46.12

Entretanto, não é só a habilidade de Rey na Força que contribuiu para os resultados da luta na floresta nevada da Estação Starkiller.

Há outros fatos que, acredito serem ainda mais decisivos para o resultado do embate final com Rey. São eles:

Habilidade com Sabre de Luz

Muito se falou sobre a habilidade de Kylo Ren com o sabre de luz. A maioria disse que Kylo deveria ter derrotado facilmente Finn e Rey.

Eu discordo.

Por vários motivos:

Captura de Tela 2015-12-29 às 13.41.23

Kylo Ren, ainda está em treinamento, então podemos supor que ele não é um expert em batalhas com sabre de luz. O próprio Snoke, no final do filme, pede para Hux levar Kylo Ren até onde ele se encontra, para finalizar seu treinamento. Será que esse treinamento não inclui o uso do sabre?

Acredito ainda, que as habilidades de Kylo  estão em um patamar muito bom. Finn foi gravemente ferido no combate. Nem sabemos o que acontecerá com ele no próximo filme.  E Rey só conseguiu derrotá-lo, quando utilizou a Força à seu favor.

Falta de treinamento e sabre incompleto

Captura de Tela 2015-12-29 às 13.45.19

O Sabre de Luz de Kylo Ren é um elemento a ser discutido. Perceberam que ele parece incompleto? O sabre dá uma impressão de muita força bruta ali. De algo inacabado. Ainda falta uma lapidação, falta a característica de polidez que vemos em outros sabres.

E por isso, quando o vi pela primeira vez, estranhei.

O sabre parece errático, será que falta pós-produção?

Não seria difícil fazer os malabarismos jedi (que vimos nos filmes I, II e III) com aquela espada?

Qual a necessidade de um guarda-mão em um sabre jedi?

Passou-se um tempo e o sabre foi exibido pela Disney, junto com uma explicação.

Kylo-Ren-Lightsaber-Explanation

O incomum sabre de luz de Kylo Ren tem um design antigo, embora o que ele carrega foi construído recentemente. As lâminas do guarda-mão, ou quillions, são o “respiro” do poder bruto da lâmina central primária.

Era essa energia bruta que havia me deixado curioso,  por ser errática e não polida.

Então vemos que há possibilidade de que  treinamento de Kylo Ren com o sabre ainda não aconteceu de modo satisfatório. Talvez o treinamento ainda aconteça, no mesmo momento que veremos Rey treinando com Luke.

O sabre não está completo, assim como o próprio Kylo Ren. Seu passo definitivo ao Lado Negro da Força foi dado, mas ainda há a conclusão do treinamento. Esse detalhe é mais um daqueles que tanto gosto na construção do personagem.

Ferimento grave

kylo_ren-vs-rey-and-finn-star_wars_the_force_awakens-5120x2880

Precisamos falar sobre a Balestra Wookie, antes de avançarmos. Em Star Wars – O Despertar da Força, fizeram questão de mostrar (mais de uma vez) que o poder daquela arma é bem superior ao de um blaster comum.

Todos stormtrooper, atingidos pela arma, foram jogados para longe. A arma tem um grande poder de fogo.

Então, ou Kylo Ren é extremamente forte fisicamente (não acho isso), ou ele mantém um “escudo de Força” ao redor de si, constantemente (quero achar isso), o que causou uma diminuição no estrago feito pelo tiro de balestra wookie.

Entretanto, o ferimento causado, com certeza deixou bem ferido e isso diminuiu seu rendimento na luta. No filme, fizeram questão de mostrar, mais de duas vezes que o ferimento estava sangrando e estava incomodando-o.

Descontrole, Raiva e Ódio de Kylo Ren

the-force-awakens-kylo-ren-swinging

A raiva e o ódio parece que descompensa o discernimento de Kylo Ren.

Vimos, no decorrer do filme, que o neto de Darth Vader se descontrola com facilidade. Mais de um, foram os momentos em que testemunhamos esse descontrole emocional.

Imaginem o momento em que ele viu (o traidor) Finn com o sabre de Anakin. Com certeza  isso causou um estado de ódio, difícil de controlar, e  influenciou negativamente no duelo como um todo. Quando ele grita: traidor! para Finn, podemos ver o descontrole.

Ainda que ódio seja uma ferramenta necessária para os Sith, acredito que o ódio deva ser direcionado, controlado.  Quando vemos Darth Vader lutando, ou Conde Dooku, ou Darth Sidious, todos eles usam a raiva e o ódio como combustível, mas nenhum se descontrola. Já, Kylo, se descontrola facilmente. Essa é uma de suas fraquezas.

Kylo Ren, um grande vilão. Porém, incompleto

Kylo Ren é um vilão em construção. É nítido isso. J.J. Abrams nos apresentou alguém incompleto, com falhas.

Assim como seu sabre de incontido poder, temos um personagem que não consegue lidar com o tamanho de suas próprias emoções.

Captura-de-Tela-2015-12-20-às-22.57.00

Por muito momentos vimos a inveja, o medo, a raiva e o ódio, tomar conta do personagem. O resultado sempre foi uma explosão emocional. E isso foi sensacional ver na tela.

Seus descontroles emocionais, sejam representados pela sua raiva incontida (ao perceber que Poe fugiu), ou pelo seu medo tangível (ao ver o poder de Rey) ou por todas outras inseguranças, provam que Kylo Ren ainda não está finalizado.

Por isso não vejo motivo para dizer que o vilão foi mal desenvolvido, fraco ou faltou personalidade.

É exatamente o contrário. Há uma miríade de nuances que poderão ser abordados ainda. Poderemos ver várias facetas de sua personalidade, tornando-o ainda mais complexo e profundo do que é. Tudo isso, com certeza será usado para dar combustível aos outros filmes.

Um personagem repleto de qualidades, defeitos, resiliências e fraquezas. Alguém que tem um poder absurdo sobre a Força, mas que nutre um medo forte sobre si mesmo, sobre seu próprio valor.

Star-Wars-7-Character-Guide-Kylo-Ren

A morte de Han Solo, estava repleta de dúvidas. Ele sabia que deveria matar seu pai para finalmente estar do Lado Negro. Mas aquilo o  fazia sofrer.

Se aquele momento, em que a luz sumiu da cena e apenas um luz vermelha tomou o rosto de Adam Driver, e logo depois o sabre trespassou Han Solo, foi memorável, imaginem o que está por vir. Não tem como não termos momentos memoráveis nos próximos filmes.

Adam Driver conseguiu, com a ajuda dos roteiristas e criadores, nos presentear com um vilão tão complexoe intrincado, que dá gosto de vê-lo e esperar por mais.

Quero ver o que podemos esperar de Kylo Ren. Matar o próprio pai foi um grande passo mas, e agora?

star

Acompanharemos o crescimento desse personagem fantástico e, ao final da trilogia, tenho certeza que teremos um vilão tão icônico e reverenciado quanto Darth Vader.

Com um bônus: O privilégio de ver, pela primeira vez, na história de Star Wars (cinema), o desenvolvimento e treinamento de um sith.

Quem são os Cavaleiros de Ren?

Saber que Kylo Ren é Ben Solo, filho de Léia Skywalker e Han Solo parecia ser o grande mistério a ser descoberto sobre o personagem.

Entretanto, há muito mais a se descobrir sobre ele.

knights-of-ren-10-biggest-force-awakens-mysteries

Essa é uma pergunta sem resposta, infelizmente. As minhas suposições não tem nenhum respaldo no filme que vimos, ou nos filmes anteriores.

Essa é uma dúvida que me consome.

Quem eles são? O que representam? Do que estão atrás? Porque só Kylo Ren tem um arma de luz?

Acho que o grande desafio é descobrimos o que Kylo Ren será e não o que ele não será

_____________

E por fim,  algo que queria dizer…

Um problema comum que enfrentamos, (e não é só sobre Star Wars), é o de sempre  que vemos algo novo (ou recebemos uma nova informação), queremos comparar, julgar e tentar encaixar em algum lugar no nosso verticalizado “Hall de Preferidos“.

Julgamos… Atribuímos uma importância… Mas e agora? Ele é melhor ou pior?

Acho que esse pensamento vertical de preferência é algo bem ruim. São tantas coisas igualmente boas, porém tão diferentes, que me vem a dúvida:

Por que não criar um “Hall de Preferidos” horizontal?

Aquilo que gosto, do lado daquilo que também gosto.  

Assim o “melhor/pior”, dá lugar ao “tão bom quanto”

26 Comentário

  1. Marcos Machado Marcos Machado
    30 de dezembro de 2015    

    A passagem abaixo me fez pensar em mais uma teoria:
    “Imaginem o momento em que ele viu (o traidor) Finn com o sabre de Anakin. Com certeza isso causou um estado de ódio, difícil de controlar, e influenciou negativamente no duelo como um todo. Quando ele grita: traidor! para Finn, podemos ver o descontrole.”

    Será que Kylo não é o traidor da escola Jedi de Luke?

    • D. Dameron D. Dameron
      4 de janeiro de 2016    

      Acho que o filme deixou muito claro que o Kylo Ren foi o padawan que se voltou contra o Luke. Não existe muita teoria sobre isso, é praticamente um fato.

  2. Newton Filho Newton Filho
    30 de dezembro de 2015    

    Cara, ótima análise!! Pegou todos os pontos que usei para rebater um amigo que ficou falando besteira sobre o Kylo Ren…
    Acho que faltou um ponto….o fanatismo!!
    Kylo parece ser um devoto fanático da Terceira Ordem, bem como do Vader. Acho que isso o torna um personagem difícil de ler, interpretar, saber pra onde está indo. Espero muito dele para os próximos filmes e tomara que eles desenvolvam esse lado dele, que tem tudo pra ficar pior depois de matar o próprio pai e ser “humilhado”(na cabeça dele) pela Rey.
    Um abraço cara!

  3. Gabriel Cerqueira de Oliveira Gabriel Cerqueira de Oliveira
    31 de dezembro de 2015    

    No decorrer do filme eu não estava simpatizando muito com Kylo. Seus ataques nervosos me fizeram perder um pouco do “respeito” que eu viria a ter por ele. Contudo, quando refleti sobre a concepção do personagem posteriormente, percebi que toda essa característica nervosa e em certa parte inconsequente faz parte da construção do vilão. Notei um conflito interno, uma indecisão(entre a luz e a escuridão) e falta de confiança própria. Isso faz dele um personagem profundo, com muito a ser desenvolvido nos filmes futuros nos quais provavelmente veremos a construção definitiva de Kylo Ren como o vilão representante do lado negro da força.

  4. 31 de dezembro de 2015    

    Opa!
    Muito bacana, mas vou me ater a comentar só uma coisa que quando assisti pela primeira vez também tive a impressão e foi o meu primeiro comentário com um amigo: Kylo é fraco nos paranauê com o sabre.
    Ja na segunda vez percebi que ele não é fraco, desconsiderando que ele foi machucado. Não podemos esquecer que ele foi ensinado por Luke. Na luta com Fin ele tava, digamos, de “zueira”. Um stormtrooper com sabre de luz pa cima de MOI? Tanto que dá pra perceber o desdém dele, faz bem o tipo do nervosinho aparecido. Do outro lado o Fin com a motivação suprema, quando acerta o Kylo, já toma um de baixo pra cima. Ele tava meio que fazendo hora mesmo. Com a Rey ele começou fazendo hora e depois só defendia pra tentar persuadi-la a ir com ele, vacilou e tomou uns pode na força. Ele não queria mata-la, queria só que ela fosse com ele.

    Ele vai ser desenvolvido e acredito que vão pegar mais pesado nesse lado rebelde dele, Darth Vader era extremamente disciplinado e obediente ao contrário de quando era Anakin. Nitidamente Kylo manipula a força muito mais do que qualquer outro que, pelo menos eu conheça. A Rey parece ser do mesmo nível pra cima. Quanta coisa pra escrever aqui, mas tentei ser o mais breve possível.

    Valeu!

  5. Gustavo Petry Gustavo Petry
    31 de dezembro de 2015    

    Adorei o texto e penso muito parecido contigo. Kylo é um vilão rebelde que ainda não sabe como lidar com toda a pressão de SER do Lado Negro e ainda ser TENTADO pela Luz. Concordo que o treinamento dele ainda vai determinar o quão foda ele pode ser no futuro, porém acredito que não falta talento com o Sabre. Vimos TODOS os Sith serem prepotentes e nunca diretos e efetivos em suas lutas. Dooku se mostrou habilidoso, mas arrogante contra Obi-Wan e Anakin. Darth Maul foi coreógrafo contra Qui-Gon e Obi-Wan. O próprio Sidious parecia se divertir contra o Yoda. – Ok, não vamos dar tanta atenção à trilogia I II III – . Darth Vader era o único sereno com o sabre, porém mesmo assim não foi com tudo pra cima do Obi-Wan (não precisou, pois o Jedi se sacrificou) nem contra o Luke. Já com Kylo Ren, quando ele capturou a Rey, era notável que ele se achava acima daquela guria catadora de lixo. Já na neve, ele tava avariado, confuso, com raiva, e ainda assim com aquele posicionamento de “o quê, tu acha que pode me vencer? Seu trooper traidor de bosta.”. Contra a Rey, ele não queria matar ela, assim como o Vader não queria matar o Luke. Foi até mais cauteloso, visto ela ter demostrado que a Força é muito forte nela. Estou muito curioso para ver como será o treinamento Sith e como era o treinamento do Luke com seus alunos.

  6. Gustavo Petry Gustavo Petry
    31 de dezembro de 2015    

    Ah, outra coisa… Está me intrigando como o Darth Vader é visto por essa geração (de personagens, claro). Somente o Luke viu o Vader se redimir e “retornar para a Luz”. Bem, vejo o Lado Negro muito presente na família Skywalker. Então, pra quem e como o Luke contou que o pai dele se redimiu que voltou a ser um Jedi? Será que o Kylo Ren sabe disso? O que a Leia e Han Solo pensam sobre isso? Vimos que Solo fala para Leia que havia muito do Vader no guri, e ela afirma que foi por isso que pediu para o Luke treinar ele. Entendo que Ben Solo Skywalker já era um capeta quando criança, revoltadinho e cheio de mania. Ele pode muito bem não aceitar essa história do avô ter se redimido. Quais histórias Snoke andou contado ao Kylo sobre o Darth Vader? Sobre o sabre do Kylo, bem como tu conjecturou, é um sabre rústico e mal acabado.
    Adorei assistir ao filme e ver algumas perguntas (bem poucas) serem respondidas e outras surgindo. O que não deixa dúvidas é que Luke se tornou um Jedi poderosíssimo, de botar medo em qualquer um (Snoke tremeu a perna com a volta da Ordem Jedi).
    O que me incomodou muito foi ver o sabre de Luz ser acionado por botão, bah, isso não gostei. Tá ok, um não-Jedi acionar o sabre, não sei como resolveriam. Mas não consegui ter certeza se a Rey aperta o botão ou não. Prefiro que seja acionado através da Força.

    • Jonathas Mendes Jonathas Mendes
      3 de janeiro de 2016    

      Lembre que o Solo já havia acionado o sabre.

      • Marcio Marcio
        7 de janeiro de 2016    

        O sabre sempre foi acionado por botão, o próprio Luke acionou o sabre sem ainda saber da força. Gostei deles terem mostrado o acionamento desta vez.

    • D. Dameron D. Dameron
      4 de janeiro de 2016    

      Conversando com amigos após assistir o filme ficamos teorizando que o Finn pode também ter a força e vir a se tornar um Jedi. O momento em que o Snoke fala com o Kylo Ren “houve um despertar”, a Rey ainda não havia tocado o sabre do Anakin/Luke e nada na verdade havia de fato acontecido. O que nos fez voltar ao início do filme, onde o Kylo Ren, ainda na vila em Jakku, para e olha para o Finn. Podemos pensar que foi pela “insubordinação”, mas quem não garante que ele sentiu algo maior vindo do Finn? Como por exemplo um despertar..? É algo a se pensar.

    • Guilherme Guilherme
      7 de janeiro de 2016    

      Anakin pede que Luke avise à Leia sobre como voltou à luz antes de morrer.

    • jimi jimi
      22 de janeiro de 2016    

      Sim,não é preciso ser sensitivo à Força para acionar o sabre.

  7. Lucas Pereira Lucas Pereira
    31 de dezembro de 2015    

    Acho incrível o desenvolvimento dele, um personagem muito complexo, com toda a questão do ódio, família, a sombra do avô, o medo de não ser tão poderoso e a tentação do lado da luz geram todo um conflito interno que explica muita coisa. Ele tem muito a aprender ainda e com certeza veremos um vilão tão memorável quanto vader!

  8. Willian Willian
    6 de janeiro de 2016    

    Olá,
    Suas análises são ótimas!
    Muito bom o teu site.

    Sobre o uso da força, eu também fiquei surpreso quando vi o Kylo parando o tiro no ar.
    No mesmo instante lembrei do momento da captura de Han no Império Contra Ataca, não sei se foi algo aleatório ou apenas confusão, mas eu tenho quase certeza que o Vader usou a palma da mão para desviar o tiro de Blaster do Han.

    O que vimos o Kylo fazer seria uma evolução do uso da força nesse quesito.?

    Talvez esteja enganado pois faz um tempo que assisti o Império Contra Ataca.

    Abs.

  9. An An
    17 de janeiro de 2016    

    Legal sua análise. Desde que assisti o filme, o que mais tenho lido são conjecturas viajantes sobre a Rey e o Kylo Ren que, a meu ver, são personagens em construção. A Rey é como o Luke jovem, um grande potencial da força que será tentada pelo lado negro (na verdade, até já foi. O livro do filme revela que ela ouve uma voz mandando ela matar o Kylo Ren no fim da luta deles). Ela não precisa ser filha ou parente de jedi pra ser forte, não acredito que a força seja como um titulo de nobreza que só passa entre gerações da mesma família, embora isso também aconteça. Já o Kylo Ren é mais dificil de dissecar. O filme só revela que ele um dia foi “fraco e estúpido” como o pai, que não completou os treinamentos que teve e que busca conselhos do avô morto, mesmo tendo um mestre vivo. Espero que os próximos filmes esclareçam as coisas.

  10. jimi jimi
    22 de janeiro de 2016    

    Parabéns pela análise,concordo em número gênero e grau.Adam Driver pegou o papel da sua vida e soube aproveitar o tempo em tela inclusive nos raros momentos em que apareceu sem a máscara.

  11. Jaqueline Helena Jaqueline Helena
    30 de janeiro de 2016    

    Li seu texto somente agora, e digo que concordo exatamente com o que foi escrito. Vi muitas críticas de “fãs” que acharam o vilão muito fraco. Na minha opinião é completamente o contrário. Kylo Ren é o mais forte, porém está incompleto. Acredito que existe um conflito pessoal intenso que faz com que ele não tenha noção do quanto pode fazer estragos. Muitos queriam que ele fosse uma cópia de Darth Vader ou mesmo do Darth Maul, ou seja, sem diálogos e sem fraqueza alguma.

  12. Ruam Ruam
    9 de fevereiro de 2016    

    EU acho que sua análise foi excelente. Mas eu acho que dificilmente Kylo Ren será igual Darth Vader,pq querendo ou não Vader tinha luz em seu coração. Mas Kylo quer ser totalmente do mal, então eu acho que ele ser igual ao avô em minha opinião pode ser uma hipótese bem difícil.

  13. Elrohir Elrohir
    11 de fevereiro de 2016    

    Uma bela análise desse personagem mas fica a pergunta: Se ele segue os passos do Darth Vader então ele deveria voltar para a luz também?

  14. Ferdinando Ferdinando
    19 de fevereiro de 2016    

    que você gostou do personagem. pelo texto já fica muito claro.
    vou escrever como eu e muitos que assistiram viram o Vilão:
    1 no início pertubador com os seu poderes, de para o blaster, de ler a mente e encontrar facilmente as respostas.
    Mas ao meu ver ele mostrou que não é pareo para Rey, ele tem sua mente controlada por ele, ele não consegue derrotá-la na luta com sabre, e sim ele queria destruí-la, e não levá-la, veja estamos falando de um personagem ( Rey) que nunca foi treinada em nada, no uso da força e do sabre, ele é um personagem confuso, doente, com necessidade de atenção mas é um vilão fraco….

    • Yasmin B Yasmin B
      26 de agosto de 2016    

      Ferdinando, ele não foi páreo para Rey na luta pois estava MUITO machucado do tiro da balestra! E ainda assim foi muito resistente, porque um soldado comum sendo atingido por ela é jogado longe, ele conseguiu derrotar o Finn e ainda deu trabalho pra Rey. Em momento nenhum ele quis matá-la ou machucá-la, tanto que sequer a tortura no interrogatório. E durante a luta, está apenas se defendendo dos golpes dela. A Rey sim teve uma evolução rápida demais, mais que Luke e Anakin que nao deveria acontecer, só isso explica ela ter invadido a mente dele e o derrotado, além de tudo ele estava muito machucado.
      Se depois desse post você ainda diz que é um personagem confuso, doente, com necessidade de atenção e fraco, é porque das duas uma: ou não viu o filme ou não leu o post, ou leu e não entendeu, pois aqui diz justamente isso, ele é DIFERENTE DE VADER, é um personagem EM CONSTRUÇÃO, não está finalizado.

  15. Simone M Simone M
    20 de março de 2016    

    O filme em si é dinâmico mas foi semelhante aos outros. Não explicou nada. Se o Ren virar o vilão ou não é discutível pois ao meu ver se Anakin tivesse matado o sith quando era Jedi seria um heroi; quando virou Darth Vader tinha perdido tudo, virou mais um pau mandado.
    E se a Rey for filha do Luke, e no final o Ren sacrificar-se para salvar sua família também não será surpresa. Ou se Snoke foi Palpatine?! A Disney poderia ser mais ousada, que tal a Rey ser filha do lord Plaigues, já que ele criou o Anakin. E a própria Rey virar sith?! Porque não ter outro vilão contra Snoke, podeira ser o próprio Plaigues.
    Ai sim teriamos uma reviravolta…

    Simone M.

  16. 20 de março de 2016    

    O filme em si é dinâmico mas foi semelhante aos outros. Não explicou nada. Se o Ren virar o vilão ou não é discutível pois ao meu ver se Anakin tivesse matado o sith quando era Jedi seria um heroi; quando virou Darth Vader tinha perdido tudo, virou mais um pau mandado.
    E se a Rey for filha do Luke, e no final o Ren sacrificar-se para salvar sua família também não será surpresa. Ou se Snoke foi Palpatine?! A Disney poderia ser mais ousada, que tal a Rey ser filha do lord Plaigues, já que ele criou o Anakin. E a própria Rey virar sith?! Porque não ter outro vilão contra Snoke, podeira ser o próprio Plaigues.
    Ai sim teriamos uma reviravolta…

    Simone M.

  17. Lucio Mauro Lucio Mauro
    8 de abril de 2016    

    Pode haver muito mais de Darth Vader, que Kylo tenha resgatado, além do seu elmo. Na cena em que interroga Rey, e que ele tira o capacete, eis que o coloca num recipiente incomum para a tecnologia da nave, mas cheio de… Cinzas? Então além de uma sala de interrogatório seria um santuário para Vader, onde Kylo poderia “sentir” a presença do seu avô, e assim se sentir mais encorajado à maldade em frente de seu cativo? Na minha opinião, Ren ainda irá surpreender.

  18. Adriadja Adriadja
    26 de fevereiro de 2017    

    Oi adorei sua análise, infelizmente só li agora. E concordo com tudo que falou , também gosto muito de kylo Ren e de todos os seus lados. E fiquei admirada com o seu poder.adorei. E acho que ele tem tudo para ser um ótimo vilão. Algo que na minha opinião já é.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seja Madrinha/Padrinho do Drunkwookie

Veja o projeto no Padrim, colabore e concorra aos sorteios

Assine "Newsletter Drunkwookie"

Receba as publicações do blog, direto no e-mail!

Parceiros

Publicidade

Show Buttons
Hide Buttons