Um Quadrinho, Uma Cerveja “Thor – O Renascer dos Deuses”

Chegamos ao nosso post número 10 da série Um Quadrinho, Uma Cerveja. E hoje vamos falar de cerveja belga e deuses nórdicos.

0016O encadernado Marvel Deluxe, Thor – O Renascer dos Deuses você encontra em várias lojas virtuais. Houve um relançamento há pouco tempo, então está bem fácil de encontrar.

A Passchendaele e outras cervejas do estilo Belgian, você encontra na nossa parceira MyBestBeer.

Logo-300x221

__________________

História em Quadrinhos do dia – Thor “O Renascer dos Deuses”

295-580010-0-5-thor-o-renascer-dos-deuses

Para comprar, clique aqui

Editora  –  Marvel Comics

Editora no Brasil – Panini

Roteiro – J. Michael Straczynski

Desenho – Oliver Coipel

Arte-Final –  Mark Morales

Cores – Laura Martin e Paul Mounts

Publicação original – 2007

Publicação no Brasil – 2008 (2011 lançaram esse encadernado)

_____________________

1399547769_1

Rótulo do dia – Passchendaele

País de Origem – Belgica

Estilo – Belgian Blonde Ale

Volume – 500 ml

Teor alcoólico –  5,2%

Cervejaria – Castle Brewery – Van Honsebrouck

____________________

O que devemos saber sobre a HQ?

A revista do Thor havia acabado em 2004. Após a conclusão do Ragnarok, Thor havia morrido e os deuses nórdicos não mais existiam no Universo Marvel.

Porém, em 2007, J. Michael Straczynski assumiu o título e trouxe Thor de volta. Esse arco de história marca o retorno do Deus do Trovão, após 3 anos de hiato.

Temos aqui um novo Thor.

thor-volume-1-stracynski-page-2

O que devemos saber sobre o rótulo?

Essa cerveja belga leva o nome de uma batalha ocorrida na Bélgica, na época da Primeira Guerra Mundial, em Passchendaele.

Ali, muitos homens morreram tentando defender seu país. No rótulo vemos um pedido da cervejaria: Ali diz que, ao abrir a garrafa, seja feito um minuto de silêncio em homenagem à todos homens mortos nessa batalha.

____________________

Thor “O Renascer dos Deuses” e Passchendaele

IMG_6172

Uma cerveja que homenageia heróis de guerra da primeira guerra mundial e uma HQ que traz à vida grandes heróis que estavam mortos. Acho que a proposta de ambos tem muito em comum e por isso minha escolha de harmonização.

A HQ inicia mostrando o paradeiro de Thor. Após sua morte, ele vaga por um local de não-existência. Ali, ele se encontra com Donald Blake, seu alter ego.

E aquela conversa nos traz o cerne dessa trama:

Não cabe aos deuses decidir se o homem existe ou não. Cabe ao homem decidir se os deuses existem ou não.

É com base nisso, que Thor retorna, e decide trazer Asgard novamente à existência, assim como seus antigos amigos.

A cerveja é leve e frutada. É uma ótima representante do estilo. Bem encorpada e com um sabor muito marcante, essa é uma cerveja bem gostosa de degustar.

IMG_6174

Acho que a premissa para trazer Thor de volta foi uma das mais acertadas dos últimos anos.

É sempre difícil ler uma boa história, quando se trata de trazer heróis de volta do mundo dos mortos. Muitas vezes a desculpa é esfarrapada. Porém, dessa vez, há um contexto bem filosófico por traz disso, o que torna a trama, muito interessante.

A Passchendaele é uma benção nesses dias de calor. Ela é extremamente refrescante, e suas notas herbais ajudam a matar a sede.

IMG_6189

Longe de Nova York, temos uma interação divertida entre Donald Blake e o pessoal do interior de Oklahoma. São várias situações engraçadas.

Porém, após se estabelecer em Asgard, Thor passa a buscar seus companheiros, todos dormentes no coração dos Homens. Thor terá que despertar os deuses no coral˜qo dos homens.

Essa premissa é espetacular. Só que quando Thor traz Asgard para Oklahoma, o governo aciona a Iniciativa Vingadores, para investigar.

Essa Thor – O Renascer dos Deuses se passa logo após os eventos de Guerra Civil. Neste evento, Tony Stark utilizou um clone de Thor para ajudar seu time, todavia os resultados foram catastróficos. Agora imagine Thor retornando a vida, e sabendo que foi clonado pelo Homem de Ferro?

A luta entre os dois é linda de se ver… Vale a pena! Não poderíamos ter uma companheira melhor para essa treta entre Tony e Thor.

A cerveja dourada, com forte aroma de malte e frutas deixa tudo bem equilibrado. O álcool mal se pronuncia. São apenas 5,2%.

IMG_6193

Thor encontra dificuldades em seu caminho, e é claro, Loki consegue enganar o deus do trovão, e unto com alguns “despertares”, o deus da trapaça, retorna a vida.

FemaleLoki

Dessa vez Loki retorna na figura de uma mulher.

Percebam os diálogos de Loki com a finalidade de persuadir Thor de que agora ele é alguém mudado.

J. Michael Straczynski sabe como conduzir uma boa trama. Se em Homem-Aranha, muitas pessoas não gostaram de suas histórias (eu também não aceitei bem algumas decisões dele para o personagem), em Thor O Renascer dos Deuses, ele acertou de maneira primorosa.

Junto com ele, temos a linda arte de Olivier Coipel. Um desenhista competente e simpático. Tive a oportunidade de conhecê-lo na CCXP 2014 e nunca havia conhecido alguém tão legal!

A Passchendaele tem 500 ml e dura bem por toda a leitura.

Passo a acreditar que uma cerveja leve e refrescante foi uma boa escolha para acompanhar essa fase do Thor. Tudo bem novo, ideias frescas, personagens renovados, subtramas bem elaboradas, enfim… Uma boa escolha para harmonização, ainda que a HQ acabe sem um bom desfecho. É necessário ler a continuação da saga em Thor “Em Nome do Pai”.

Veredicto Drunkwookie

Nota da HQ

nota-45

Nota do Rótulo

nota 4

Nota da Harmonização

nota-5

Conclusão

IMG_6197

Thor “O Renascer dos Deuses é um ótimo arco de histórias para que quer entrar no mundo das HQs. Ele dá um início muito bom para as aventuras de Thor. Porém, o desenvolvimento é um pouco demorado, pois o roteirista, em suas obras, gosta de desenvolver a trama de maneira um pouco mais lenta.

Isso é bom a longo prazo, porém à curto prazo, você sente que está faltando algo. A Passchendaele é uma cerveja excelente. Só não ganhou nota máxima porque eu sou fã de cervejas mais fortes, e como essa é uma cerveja belga, eu gostaria que ela fosse um pouco mais forte.

De qualquer forma a proposta da Passchendaele é fenomenal. Homenagear soldados da Primeira Guerra Mundial é algo fenomenal.

Quando visitei Bruxelas em 2013, você percebe que os belgas tem muito respeito pelas perdas de guerra.

Straczynski acertou em cheio ao trazer Thor de volta. não imagino isso sendo feito de outra forma. Os deuses habitam no coração dos homens, e cabe a eles decidir se os deuses existem, ou não.

Essa é uma premissa poderosa e complexa. Discutí-la é bem interessante, e acompanhada de uma cerveja, é ainda mais atraente.

IMG_6183

Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

Seja Madrinha/Padrinho do Drunkwookie

Assine "Newsletter Drunkwookie"

Receba as publicações do blog, direto no e-mail!

Publicidade

Show Buttons
Hide Buttons